Arquivo para maio \30\UTC 2008

História Sem Sentido

histórinha

Total e completamente feito por mim … na aula de potuguês.

Anúncios

Banheiros …

Sexta feira, de inicio uma como qualquer outra. A única diferença foi um certo comentário do Ozama sobre ele ter procurado pelas partes íntimas femininas no dicionário, mas tudo bem, ele é uma criança na puberdade, não tem nada mais normal – tem sim, mas deixa o moleque, ele é doente, porra.

Meio-dia, estávamos eu e mais três amigos vagabundeando pela escola, como todo bom vagabundo vagabundeia, quando de repente me aparece duas meninas com uma câmera digital induzido-nos a ir ao banheiro com elas tirar umas fotos. Só que, não se vocês sabem, mas meninas não podem entrar no banheiro masculino. Regrinha tosca, né?

 

 

Continue lendo ‘Banheiros …’

Livros

Eu nunca fui lá de ler muito. Acho que a primeira coisa que eu li por livre e espontânea vontade foi a primeira edição do mangá Dragon Ball que eu tenho até hoje.

 

Eu odiava ler livros. Eu começava e não tinha vontade de passar do 2º capítulo, mas se você me apresentasse à um mangá novo, independente do que se tratasse eu engoleria-o num piscar de olhos.

 

O primeiro livro que eu li inteiro em um único dia foi mais ou menos na 5ª série, e era grandinho, contava a história de 3 jovens e o tio de um deles que foram para o Egito e lá aconteceu umas coisas que eu não me lembro – não, o tio não abusou deles.

 

Continue lendo ‘Livros’

Interação do Pessoal

Ultimamente tenho percebido que a interação do pessoal com o blog está muito grande. Todo dia que entro no MSN tenho no mínimo dois comentários pra aprovar, e isso me alegra muito. E não pense que eu não leio seu comentário, eu o leio com muita atenção e felicidade por você ter participado do post, ele demora a aparecer porque sempre que você comenta é me enviado um email pedindo para aprová-lo, e para aprová-lo eu o leio, óbvio.

 

Também percebi o grande aumento no número de visitas, que agora está chegando a faixa das 100 visitas diárias e percebi também que alguns blogs já estão me colocando nos parceiros, eu os agradeço muito por isso.

Estava pensando em criar uma comunidade no orkut ou um fórum, o que vocês preferem?

Valeu aí por tudo e logo mais venho com um novo texto.

Jumping Without Look

Caralho, tempão sem postar …

 

Começou a temporada de caça no curso! Ahááá!

Depois de 2 professores terem sido literalmente EXPULSOS da sala pelos alunos, o diretor foi chamado EM CASA para ter aquela “conversinha” – que todos sabemos que não é só uma conversinha – com a turma. A questão é que o cara separou a turma. Os bons alunos e os maus alunos. Depois separou os bons alunos e os ótimos alunos. Somente os ótimos alunos não tinham lugar marcado. Eu era um deles, muahaha!

 

Continue lendo ‘Jumping Without Look’

O crime ‘perfeito’

Não sei como as pessoas conseguem ser tão burras como Alexandre Nardoni. É algo tão fácil se livrar de um corpo, pra que diabos deixá-lo a mostra?

É simples, tudo que você tem que fazer é por um paninho encharcado de álcool no nariz da pessoa, ou somente obrigá-la a respirar monóxido de carbono durante alguns minutos.

Depois disso você leva ele(a) no quarto do seu vizinho, corta com uma serrinha o corpo dele em diversas partes, e joga-as no cimento fresco. Quando o cimento secar, você só precisa jogar no valão ou em algum lugar do tipo.

Mas nãããão, vamos enforcar a pessoa e jogar do sexto andar. Hunf.

Ovadas

Uma brincadeira sem princípios e mais retardada impossível, jogar ovos com farinha e água nos aniversariantes diverte jovens retardados e aborrecentes a diversas gerações.

Era terça-feira, aniversário do Ozama. Estávamos inspirados, enquanto o Ozama ia buscar os salgadinhos lá na tia-zé-da-esquina estávamos com 10 reais furtivamente furtados de nosso querido e ignorado Kelvin na mão em direção ao super-mercado.

Levamos uns 20 minutos procurando a farinha que melhor grudaria no cabelo da vítima e assim, daria mais trabalho para o mesmo lavá-lo. Escolhemos a ‘farinha granulada’ de 1,20. Compramos duas e um pouco d’agua para fazer aquela batota gostosa na cabeça do nosso amado Ozaminha. O ovo tava caro pra cacete, tava uns 3 reais por meia dúzia. Atravessamos a rua e sagazmente compramos 30 OVOS por sete reais. sim, 30 OVOS!

 

Continue lendo ‘Ovadas’


Atualmente:

Música: Canção da Noite
Banda: Fresno
Livro: Sherlock Holmes
Série:
How I Met Your Mother

Destaques

Um rolê em Madureira: 918 e 919 nunca tiveram uma diferença tão grande na minha vida. Essa diferença somado com a insano desejo do destino de me foder, causou uma peripécia de tremer as cuecas.

Ensino Médio deturpando sonhos:

Apesar do Ensino Médio ser repleto de conhecimentos babacas os quais nunca terão a menor utilidade em nossas vidas, ele pode desmentir algumas informações as quais fizeram você acreditar ser verdade por toda sua vida.

Adão era digno de respeito: Além de não precisar usar cuecas e dar a primeira bimbada da história, Adão ainda não precisa viver momentos constrangedores pelo fato de existir outras pessoas no mundo. Porque falamos tanto de Jesus tendo um herói bíblico desses?



Para ler mais dos textos menos piores do blog, clique aqui.

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Gostou de um texto?

Mande para o Uêba

Ou pro LinkLog

Ou pro Ocioso.

  • 656,559 visitas