Arquivo para setembro \28\UTC 2010

Relato de um mal contador de piadas.

Eu nasci cercado de piadas e trocadilhos. Meu pai é praticamente o rei da crítica, e meu irmão, uma princesa da ironia. “Princesa” por que um irmão sempre tem que se referir ao outro como se ele fosse gay, é a regra. Eu, por outro lado, não nasci com esse dom.

Até tentei, insistentemente, contar piadas ou fazer trocadilhos na minha vida, nunca tendo êxito. Quando o professor de biologia perguntava como os cromossomos se reproduziam, eu respondia “um enzima do outro” e ele zerava minha prova. Algum outro aluno fazia a mesma piada e ele ganhava até uns pontos extras, junto com uma carinha feliz.

Na escola, o meu único amigo era cego de um olho. Uma vez contei à ele uma piada sobre o aleijado que falou pra um cego “olha que mina linda” e o cego respondeu “se é tão linda, corre atrás dela”. Ele disse que preferia ter nascido surdo também só pra não ter tido que ouvir a piada.

Continue lendo ‘Relato de um mal contador de piadas.’

Anúncios

GENTE FINA devia virar colírio.

Há algum tempo que eu não disserto uma anedota aventuresca que esse blogueiro que vos fala presencia. O principal motivo desse grande vazio literário que vocês estão sentindo em seus coraçõezinhos é o fato deu não estar presenciando muitas aventuras e, quando as presencio, não me sinto à vontade pra falar sobre elas num lugar onde mais de quatro mil pessoas lerão em dois dias.

Mas VAMBORA. Nunca liguei pro que cês pensavam mesmo, então não começarei agora. Fodam-se vocês.

Agora eu posso falar o que quiser, já que não restam leitores vivos.

Continue lendo ‘GENTE FINA devia virar colírio.’

Gente que vota no Tiririca.

Sabe quando brota uma vontade tremenda de levantar da cadeira e dar um tapa na cara de uma pessoa tão forte que ela sairá do recinto direto para um dentista? Eu tenho sentido isso com uma certa frequência ultimamente, e eu espero que isso não esteja ligado ao fato deu estar vendo dois episódios de Dexter por dia. Caso esteja, em alguns dias pessoas poderão começar a sumir.

Uma das principais causas desse sentimento que vem estuprando minhas entranhas nos últimos dias é a candidatura do Tiririca à Deputado Federal.

“Você sabe o que um Deputado Federal faz? Eu também não sei.”

Continue lendo ‘Gente que vota no Tiririca.’

Ainda há salvação na música brasileira.

Desde que eu nasci eu fui cercado de música “boa”. Boa entre aspas, por que gosto vai de cada um. Eu, por exemplo, gosto de falar mal do gosto dos outros, então tudo o que eu não considero bom é, de quebra, ruim. Por que se fosse realmente bom, eu gostaria. É uma analogia bem simples que até quem tem gosto ruim consegue entender.

Meu irmão, na época, tinha 7 anos e ouvia coisas tipo Backstreet Boys. Sério. Mas o meu pai já ouvia Paralamas, Titãs e esse tipo de música que os pais com bom gosto costumam gostar. Pouco tempo depois meu irmão conheceu a internet, que proporcionou que ele levasse uma semana na internet discada pra baixar uma música do OASIS. Daí pra frente, foi só rock britânico.

Continue lendo ‘Ainda há salvação na música brasileira.’

Leitores, eu confio em vocês. Nao devia, mas confio. E é abusando dessa confiança que lhes peço uma coisa – caso eu comece a namorar pela internet de novo, por favor, não hesite em dar um belo e certeiro tapa na minha cara.

Estou solteiro e à procura de gatinhas.

E, pela primeira vez, não tô triste com um término. Pelo contrário. A única coisa que entristece é o fato de que sexta feira a menina era a mais perfeita do mundo, e segunda me vi namorando uma menina que me dá raiva só de pensar no nome. Isso que entristece.

E passar o feriado sozinho também não é muito bom. Leitoras gatinhas do Rio, ONDE ESTÃO?!?!/

Ah, parabéns pra GORDJÉNHA, que ta completando 17 anos! Boa parte da população da África morre antes desse feito, sinta-se orgulhosa. E eu te amo. Não amo muita gente. Sinta-se mais orgulhosa ainda.

Feriado aí, posts novos devem vir. Regards.


Atualmente:

Música: Canção da Noite
Banda: Fresno
Livro: Sherlock Holmes
Série:
How I Met Your Mother

Destaques

Um rolê em Madureira: 918 e 919 nunca tiveram uma diferença tão grande na minha vida. Essa diferença somado com a insano desejo do destino de me foder, causou uma peripécia de tremer as cuecas.

Ensino Médio deturpando sonhos:

Apesar do Ensino Médio ser repleto de conhecimentos babacas os quais nunca terão a menor utilidade em nossas vidas, ele pode desmentir algumas informações as quais fizeram você acreditar ser verdade por toda sua vida.

Adão era digno de respeito: Além de não precisar usar cuecas e dar a primeira bimbada da história, Adão ainda não precisa viver momentos constrangedores pelo fato de existir outras pessoas no mundo. Porque falamos tanto de Jesus tendo um herói bíblico desses?



Para ler mais dos textos menos piores do blog, clique aqui.

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Gostou de um texto?

Mande para o Uêba

Ou pro LinkLog

Ou pro Ocioso.

  • 655,205 visitas