Arquivo para janeiro \26\UTC 2012

4 motivos pelos quais o Orkut é infinitamente melhor que o Facebook

Antes de mais nada eu gostaria de dividir uma imagem com os senhores, pois se trata de algo demasiado fenomenal para ainda estar no abismo de desconhecimento popular.

Apreciem.

****
Agora sim, o texto.

As redes sociais tem uma capacidade de se reciclarem tão eficaz que chega a ser imperceptível. Ninguém sabe ao certo quando foi que o iRC foi extinguido, ou quando o Facebook deixou de ser só mais um site gringo de empresários americanos vendendo aspirantes pornôs e estudantes de faculdade marcando fodas em Harvard.

Continue lendo ‘4 motivos pelos quais o Orkut é infinitamente melhor que o Facebook’

Um texto sério.

Lá pelos idos de 2010, quando vi que meus textos estavam atingindo uma considerável quantidade de adolescentes, formei com um amigo um blog de política. Eis que a parada faliu, uma vez que esses adolescentes de bosta de hoje em dia tão pouco se fodendo pra política. No entanto, jurei para os poucos e fiéis leitores que, vez ou outra, lançaria um texto sério e informativo aqui no blog.

Há mais de um ano que não faço isso. Mas ontem, em especial, tava lendo um livro de Zuenir Ventura em que ele entrevista César Benjamin, o Cesinha, que ainda aos 14 anos já era um dos revolucionários que lutaram contra a ditadura de 68. Aos 17 anos já foi preso e com pouco mais de 20 já havia fundado o PT com o Lula – partido do qual ele saiu, e explica isso também na entrevista.

A parada realmente faz a gente refletir sobre o Brasil. É meio que um daqueles textos que rodam em correntes de emails, só que este, além de ser muito melhor, nunca rodou. Leiam, vale a pena.

Segue um trecho:

Continue lendo ‘Um texto sério.’

Top 5 gente que se fodeu na internerd

Nossa geração cresceu escutando dos mais velhos que a internet era uma terra sem leis. Diversos acontecimentos comprovavam esse fato, uma vez que a Internet, durante muito tempo, foi conhecida como um antro de estupradores gordos de 40 anos procurando por crianças indefesas, ou de hackers que ganhavam a vida roubando a senha de banco de gente otária.

O problema é que a população cada vez mais aderia a esta rede de micróbios virtuais que é a internerd, e eis que os politicamente corretos da sociedade decidiram que era hora de colocar algumas leis nela.

Lá  pelos anos de 2008, quando os pais começaram a criar orkut pra conversar com os amigos e tomar conta do que os filhos andavam falando, a constitucionalização internérdica já estava completa. Os adultos enfim se apoderaram deste meio que, a princípio, era o único lugar onde adolescentes e estupradores poderiam transitar e criminalizar sem receio algum de serem mandados pro xilindró.

Continue lendo ‘Top 5 gente que se fodeu na internerd’

Se beber, não mergulhe na praia.

Nunca havia passado o ano novo fora de casa. Meus pais são extremamente chatos, nunca me deixaram sair de casa e iam dormir por volta das 20:00, então meu ano novo sempre se resumia a assistir ao show da virada na globo – o que é uma prova de força, devo dizer – e ler algum livro.

Mas este ano seria diferente. Em 2012 eu faria 18 anos e precisava fazer algo diferente. Até quando deixaria meus pais cagarem minha vida social? Os convenci a me deixar ir à praia da Barra com o Nandão e assim o fiz. Estou com preguiça de fazer uma introdução com maiores informações, então pulemos direto para a parte em que eu e Nandão já estávamos na praia, por volta das 21:00.

Achamos uma barraquinha vendendo vários tipos de álcool por 5 reais duas doses.

Nandão, aquele gordo barbudo, me ludibriou. Como eu nunca havia bebido em doses na vida – sempre que bebia era em alguma festinha onde tivesse drinks prontos e coloridos -, peguei o copinho e bebi apenas metade. Olhei pro Nandão e o puto já havia bebido tudo, tomado o sal e engolia o limão com um ímpeto invejável.

Continue lendo ‘Se beber, não mergulhe na praia.’


Atualmente:

Música: Canção da Noite
Banda: Fresno
Livro: Sherlock Holmes
Série:
How I Met Your Mother

Destaques

Um rolê em Madureira: 918 e 919 nunca tiveram uma diferença tão grande na minha vida. Essa diferença somado com a insano desejo do destino de me foder, causou uma peripécia de tremer as cuecas.

Ensino Médio deturpando sonhos:

Apesar do Ensino Médio ser repleto de conhecimentos babacas os quais nunca terão a menor utilidade em nossas vidas, ele pode desmentir algumas informações as quais fizeram você acreditar ser verdade por toda sua vida.

Adão era digno de respeito: Além de não precisar usar cuecas e dar a primeira bimbada da história, Adão ainda não precisa viver momentos constrangedores pelo fato de existir outras pessoas no mundo. Porque falamos tanto de Jesus tendo um herói bíblico desses?



Para ler mais dos textos menos piores do blog, clique aqui.

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Gostou de um texto?

Mande para o Uêba

Ou pro LinkLog

Ou pro Ocioso.

  • 653,842 visitas