Arquivo para fevereiro \18\UTC 2013

Quem é teu Deus?

(Não é um texto de religião, amigo. Calma.)

(((INAUGURANDO a sessão Filosofia Barata, que outrora era minha coluninha no site NSN:Br, mas que agora postarei aqui também. São textos mais sérios e reflexivos sobre coisas que a gente pensa quando percebe o quão idiota é tudo o que a gente pensa no resto do tempo.)))

Começo o texto fazendo essa pergunta não só aos religiosos – pessoas que seguem qualquer religião -, mas aos ateus também. A tua estranheza sobre essa pergunta é justamente o assunto desse texto.

Eu sou adepto de uma teoria (que formulei depois de ler alguns textos de Nietzsche e de Freud) ((aliás, caralho, quão prepotente é um cara que lê trechinhos de Nietzsche por hobby querer formular uma teoria sobre a humanidade?)) que é basicamente assim: o ser humano é oco. Independente de nossa religião, precisamos creditar nossas alegrias, nossas esperanças, nossas expectativas, em alguma coisa. Somos impotentes para simplesmente acreditarmos em nós mesmos como perfeitos, então criamos imagens de perfeições que nos encham por dentro.

Religiosos adotam a imagem de Deus como perfeita. E os que se dizem agnósticos e ateus? Todos criam, inclusive eles – é uma característica intrínseca do ser humano.

Continue lendo ‘Quem é teu Deus?’

Anúncios

Descobri como dominar o mundo.

No início de 2012, logo após assistir a um vídeo desses toscos de autoajuda no youtube, decidi fazer um “quadro dos desejos”. A parada consistia estritamente no que era o nome – você pegava um quadro e escrevia ali todas as coisas que você desejava. O vídeo era uns 20 minutos de um cara com as sobrancelhas estranhamente grandes dando explicações sobre o nosso cérebro ter um dispositivo que atrai aquilo que desejamos assim que definimos o desejo. A partir do momento em que definíssemos uma coisa que queríamos, o cérebro se encarregaria de, mesmo inconsciente, lutar por aquilo.

Eu tava tão desesperado por qualquer ajuda que fosse pra passar no vestibular, que até isso serviu de apoio. Apostei na parada.

Uma vez que seguir a dica de um vídeo de autoajuda era demasiado vexaminoso, preferi manter a empreitada só pra mim. Ao invés de um quadro, que seria visto por todos que entrassem no meu quarto, fiz uma imagem no paint. Pra ~balancear a miticidade~ do quadro, ao invés de apenas escrever o nome das coisas, coloquei imagens.

E, um ano depois, vejam que bacana dos caralhos: consegui tudo o que estava no quadro!

Continue lendo ‘Descobri como dominar o mundo.’


Atualmente:

Música: Canção da Noite
Banda: Fresno
Livro: Sherlock Holmes
Série:
How I Met Your Mother

Destaques

Um rolê em Madureira: 918 e 919 nunca tiveram uma diferença tão grande na minha vida. Essa diferença somado com a insano desejo do destino de me foder, causou uma peripécia de tremer as cuecas.

Ensino Médio deturpando sonhos:

Apesar do Ensino Médio ser repleto de conhecimentos babacas os quais nunca terão a menor utilidade em nossas vidas, ele pode desmentir algumas informações as quais fizeram você acreditar ser verdade por toda sua vida.

Adão era digno de respeito: Além de não precisar usar cuecas e dar a primeira bimbada da história, Adão ainda não precisa viver momentos constrangedores pelo fato de existir outras pessoas no mundo. Porque falamos tanto de Jesus tendo um herói bíblico desses?



Para ler mais dos textos menos piores do blog, clique aqui.

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Gostou de um texto?

Mande para o Uêba

Ou pro LinkLog

Ou pro Ocioso.

  • 656,559 visitas