Arquivo para julho \25\UTC 2012

Viva Machado!

Dom Casmurro é meu livro favorito. E sempre que eu digo isso algum pseudo-cult me pergunta “ah, então qual a sua opinião sobre Capitu? Traiu ou não?”. Invariavelmente gera-se uma discussão, pois acho que sou a única pessoa na face da Terra que acredita que Capitu era uma safada sem vergonha.

Invariavelmente eu apresento argumentos que desmontam completamente qualquer teoria da pessoa, e invariavelmente a discussão termina-se com a pessoa me ignorando. Pois bem, visto que hoje é dia do Escritor, homenagearei o maior escritor de todos os tempos com um texto sobre sua maior obra.

(P.S.: Esse texto tá lotado de spoilers. Se nunca leste Dom Casmurro, VAI LER AGORA, seu bosta! Ou ao menos assiste a série que tem no youtube, é lindíssima!)

Continue lendo ‘Viva Machado!’

Anúncios

Ana Bolena safada!

A minha vida é um ciclo bem previsível. É fácil saber o que ocorrerá em seguida, ainda que mude alguns detalhes vez ou outra. Eu sempre terei alguns grandes amigos, uma moça envolvida, uma banda preferida e um grande desafio – atualmente, são Fresno e passar no vestibular.

Devido a isso, é bem fácil escolher momentos ou situações que eu considere “as melhores da minha vida” – simplesmente são aquelas que destoam completamente das demais e impulsionam uma quantidade de epinefrina acachapante. São situações únicas que eu certamente lembrarei pra sempre, ainda que com o tempo elas vão perdendo detalhes.

Vou exemplificar pra vocês.

Continue lendo ‘Ana Bolena safada!’

Essa vida tá boa pra caralho à beça.

Porra, manos, a minha vida esse ano tá boa demais. Acho que jamais estive tão feliz – excetuando, talvez, aqueles idos de 2010 em que eu tava namorando aquela mina lá. O que difere este momento da minha vida dos demais momentos felizes é que, embora agora eu já esteja MUITO contente e satisfeito, ainda vejo perspectivas grandiosas e concretas de melhoria. Ou seja: minha vida está ótima, e ainda pode melhorar!

Como eu já disse aqui, no final do ano passado tive uma ruptura absurda na minha vida. Eu morava em frente ao colégio em que eu e todos os meus amigos estudávamos. Minha vida era completamente ligada àquele lugar, àquela rua que me provia tudo – numa esquina, tinha um mercado, na outra, um clube, na frente, a escola.

E eis que, poucos dias depois de eu pagar o último cheque da minha festa de formatura, meus pais colocam tudo que é nosso num caminhão e nos mudamos para um bairro longe para caralho.

Continue lendo ‘Essa vida tá boa pra caralho à beça.’


Atualmente:

Música: Canção da Noite
Banda: Fresno
Livro: Sherlock Holmes
Série:
How I Met Your Mother

Destaques

Um rolê em Madureira: 918 e 919 nunca tiveram uma diferença tão grande na minha vida. Essa diferença somado com a insano desejo do destino de me foder, causou uma peripécia de tremer as cuecas.

Ensino Médio deturpando sonhos:

Apesar do Ensino Médio ser repleto de conhecimentos babacas os quais nunca terão a menor utilidade em nossas vidas, ele pode desmentir algumas informações as quais fizeram você acreditar ser verdade por toda sua vida.

Adão era digno de respeito: Além de não precisar usar cuecas e dar a primeira bimbada da história, Adão ainda não precisa viver momentos constrangedores pelo fato de existir outras pessoas no mundo. Porque falamos tanto de Jesus tendo um herói bíblico desses?



Para ler mais dos textos menos piores do blog, clique aqui.

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Gostou de um texto?

Mande para o Uêba

Ou pro LinkLog

Ou pro Ocioso.

  • 655,205 visitas