Ana Bolena safada!

A minha vida é um ciclo bem previsível. É fácil saber o que ocorrerá em seguida, ainda que mude alguns detalhes vez ou outra. Eu sempre terei alguns grandes amigos, uma moça envolvida, uma banda preferida e um grande desafio – atualmente, são Fresno e passar no vestibular.

Devido a isso, é bem fácil escolher momentos ou situações que eu considere “as melhores da minha vida” – simplesmente são aquelas que destoam completamente das demais e impulsionam uma quantidade de epinefrina acachapante. São situações únicas que eu certamente lembrarei pra sempre, ainda que com o tempo elas vão perdendo detalhes.

Vou exemplificar pra vocês.

1 – You and I Both

Pouca gente sabe, mas o primeiro nome desta casinha calculista foi The Geek In The Pink, em homenagem a um dos maiores músicos do universo – Jason Mraz. O cara foi ídolo-mór e supremo durante, no mínimo, cinco anos da minha vida. Comecei a ouvi-lo devia ter lá uns 12 anos e no auge da minha carreira de fã histérico, o moço estoura nas rádios com I’m Yours e vem ao Rio de Janeiro.

Imaginei centenas de vezes como seria a abertura de um show do Jason Mraz, mas jamais imaginei que ele abriria justamente com minha música favorita, com uma roupagem que eu só o havia visto fazer (havia-visto-fazer são três verbos em SEQUÊNCIA. C-C-C-COMBO VERB) em UM show, na Coréia, 3 anos antes.

Literalmente não acreditei no que meus olhos estavam vendo.

2 – Ana Bolena

Em 2010 eu vivi um romance de filme, manos. E o auge desse romance também foi o auge da minha vida, justamente por ser o ápice de uma das maiores histórias que poderia ser escrita. Eu tinha viajado pra São Paulo em janeiro, quando conheci uma moça que lá morava. Gostei dela à primeira vista e logo estabeleci contato por meio das redes sociais. Não tardei a ficar absurdamente, absolutamente e acachapantemente afim da mina.

Assim sendo, no dia dos namorados de 2010, viajei para lá e, sob a luz de velas, revivi em minha mente todas as situações que havia estado com ela – que foram poucas, eu sei, mas haviam sido boas o suficiente – antes de pedi-la em namoro da forma mais fofa e romântica que consegui formular na minha cabeça deturpada.

Por que chamei esse item de Ana Bolena?

Por que Ana Bolena não prestava. Tal qual a moça. Tal qual a maior parte das moças desse universo.

E por que a foto da Capitu?

Por que Capitu também não prestava.

Apesar de tudo, ainda lembro daquele momento de eu na frente dela, segurando suas mãos e me declarando enquanto uma ou outra lágrima corria pelo seu rosto. Apesar de o relacionamento ter tido um fim derradeiro e acarretado muito sofrimento, enquanto ele durou eu fui de fato o cara mais feliz do mundo, e aquela cena é a representação crua disso.

3 – Para Sempre

Em homenagem à semana mais épica da minha vida. No início de outubro de 2010, creio que nos dias 8, 10 e 15, eu tive a semana mais rock n’ roll da vida de qualquer pessoa. Dia 8 eu fui no show de um dos meus ídolos e músicos favoritos, Bon Jovi, no qual ele tocou a minha música favorita de todos os tempos – que perde apenas para Milonga, é claro. Dia 10, fui no show do Rush com o meu irmão em um domingo nublado no qual os céus se abriram durante o solo do Neil Peart. E, pra fechar, dia 15 fui num dos shows mais insanos que já presenciei – Green Day, completamente destruidor durante 3 horas de puro êxtase.

Fosse pelo fato de eu ter terminado com minha ex a pouco tempo, ou pelo fato de Always ser a música mais linda de todos os tempos, quando a banda puxou aquele ritmo melancólico e Bon Jovi começou a professar a letra, minha garganta fechou completamente e só consegui abraçar o meu irmão. Nem cantar eu conseguia direito.

Um dia ainda hei de levar uma namorada pra um show desse cara e abraçar ela, pois além de ser uma experiência única na vida, apagará essa imagem gay que vocês acabaram de construir em suas mentes.

4 – Conceito AAAAAAAA

Um dos grandes causadores da falência deste blog foi, justamente, o estudo, manos. Eu abdiquei tanto da minha vida esse ano em prol dos estudos que simplesmente me faltava tempo para postar. E eis que o esforço não foi em vão – logo no primeiro teste, tirei nota máxima na UERJ.

Não apenas um Conceito A suado, mas um Conceito A com GORDURINHA, uma vez que acertei 2 questões a mais do que seria necessário.

Quando voltei a tentar escrever, simplesmente não havia mais nada. Ninguém lia, ninguém comentava, e eu também não tinha o menor interesse em fazê-lo, de forma que o blog virou essa lan house em tempos de banda larga.

Não sei se valeu a pena abandonar tudo pela UERJ, mas não tive lá muita opção.

Não consigo pensar em nenhum grande momento da minha vida além desses que vos dissertei. E também já estou de saco cheio de escrever. Malditas férias. Quero meu curso de volta! Minha vida tá muito boa lá como eu já disse.

P.S.: Acachapante é uma linda palavra, não? É de uma beleza acachapante.

Anúncios

7 Responses to “Ana Bolena safada!”


  1. 1 Inis 23/07/2012 às 5:31 pm

    Eis então um mal que eu também sofro: A previsibilidade dos acontecimentos em minha vida ): HIAUHDIAUSH
    Mas acho que você fez certo sim em se dedicar ao cursinho, mesmo que pra isso fosse necessário deixar de lado o blog… Mais pra frente você vai colher as recompensas (:

  2. 2 amanda 23/07/2012 às 6:01 pm

    parabéns pelo conceito A..

    preciso desse jovem em minha vida

  3. 3 luisa 24/07/2012 às 1:30 am

    poxa, que orgulhooo! conceito A, pra poucos, hahaha

  4. 4 Mariana Cunha 24/07/2012 às 5:14 am

    compartilhe o conceito A, por favor. 😦 ahuhahuah

  5. 5 raquel 27/07/2012 às 4:23 pm

    o negócio é que vc têm de escrever pq vc gosta e não por causa das outras pessoas, foda-se se não vem mais tanta gente ler isso aqui.. eu ainda adoro essa lan house kkk

  6. 6 Thereza F. 14/08/2012 às 12:41 am

    Só eu não acho que Ana Bolena foi uma vadia? É? Ok. Beleza.

  7. 7 Fmattosa 17/11/2012 às 7:03 pm

    Ana Bolena pode até ter sido uma vadia.. Mas qualquer um que teve sua vida modificada por ela, mereceu! Homens fracos e idiotas e uma irmã boazinha demais para lutar pelo o que quería.. Mereceram serem manipulados!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Atualmente:

Música: Canção da Noite
Banda: Fresno
Livro: Sherlock Holmes
Série:
How I Met Your Mother

Destaques

Um rolê em Madureira: 918 e 919 nunca tiveram uma diferença tão grande na minha vida. Essa diferença somado com a insano desejo do destino de me foder, causou uma peripécia de tremer as cuecas.

Ensino Médio deturpando sonhos:

Apesar do Ensino Médio ser repleto de conhecimentos babacas os quais nunca terão a menor utilidade em nossas vidas, ele pode desmentir algumas informações as quais fizeram você acreditar ser verdade por toda sua vida.

Adão era digno de respeito: Além de não precisar usar cuecas e dar a primeira bimbada da história, Adão ainda não precisa viver momentos constrangedores pelo fato de existir outras pessoas no mundo. Porque falamos tanto de Jesus tendo um herói bíblico desses?



Para ler mais dos textos menos piores do blog, clique aqui.

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Gostou de um texto?

Mande para o Uêba

Ou pro LinkLog

Ou pro Ocioso.

  • 652,756 visitas

%d blogueiros gostam disto: