#Partiu piscinão?

[OBS] O WordPress filho duma puta gorda e pelancuda deu erro e deletou o último post. Batam nele.

Falando em ar novo, me mudarei, amiguinhos. Sim. Infelizmente. Também não gosto da idéia. Nem um pouco. Na verdade, a idéia de ter dor de barriga no meio do shopping de Madureira me parece mais atraente do que a idéia de me mudar. Mas é o veredicto – meus pais encheram o saco deste vilarejo industrial que é Ramos/Bonsucesso e decidiram meter o pé para as longínquas terras do Méier. No máximo em dois meses estarei tão, tão distante deste local que me acolheu por 6 anos.

Em fato, Méier fica apenas há 20 minutos da minha atual residência, e, na esquina, tem o ponto final de um ônibus que passa na esquina desta. Além de que o prédio novo é muito mais bem localizado, o apartamento é pura chiqueza, tem piscina, gente bonita, gente educada (coisa difícil aqui em Ramos), fica há duas ruas da estação de trem, uma rua do centro comercial do Méier e um quarteirão do Engenhão. Por favor, não vão me caçar por lá.

Por uma desgraçada manobra do destino, semana passada fui me inscrever no curso Miguel Couto, um dos mais badalados cursos preparatórios das terras cariocas, e eis que a única sede do curso que tinha vaga era a do Méier, que fica a não mais do que 10 minutos da minha futura casa.  No fim do ano, me formarei e toda a minha vida em Ramos/Bonsucesso estará finalizada. Minha vida no Méier começará do 0.

Em Ramos só me restarão as boas lembranças, tais quais a do dia em que fui assaltado, do dia em que um moleque 3 anos mais velho que eu me bateu por que achou que eu tinha xavecado a namorada dele, do dia em que um flamenguista me xingou por andar com a camisa do fluminense, do dia em que um moleque de 80cm chegou pra mim e disse “aê lek, se te vejo por aí um dia te pego uns 2 reais” e eu me caguei de medo, das noites sem dormir por causa do funk alto na rua, dos domingos acordados cedo por causa das missas barulhentas da igreja vizinha, das piadinhas do “eaí, Almeida, tem ido muito no Piscinão de Ramos? Kkk”, e de todas as manhãs que passei enfurnado em um colégio de freias estudando matemática e química.


A beleza natural e única do piscinão de Ramos

Também me restarão os amigos, os quais eu não tenho nada a reclamar, além de terem ido viajar no Carnaval sem mim, ou de me deixarem sem companhia no show do McFly, ou de sempre me deixarem no time do Tonhão na educação física, ou de fazerem questão de dizer que todas as meninas com que eu fico são feias feito o mapa do inferno, ou até mesmo dos gloriosos dias de férias em que os chamei para sair e eles preferiram jogar PES.

Nunca vou esquecer do dia em que nos mudamos para Ramos. Eu e meu irmão havíamos saído enquanto meus pais cuidavam da mudança. Ele me levou pra assistir aula de biologia no pré-vestibular com ele (lembrando que isso foi há 6 anos. Ele já está até formado na faculdade), depois nós passeamos pela escola dele, e chegamos em casa comentando “cacete, esse bairro novo é uma merda, preferia mil vezes a antiga casa”, “nem me diga. Só meus pais mesmo para arrumarem um apê num lugar tão escroto”.

Também nunca vou me esquecer do dia em que meus pais me colocaram na minha atual escola. Eles vieram para mim e perguntaram “você prefere vir para essa escola nova, aqui em Ramos, ou prefere continuar na sua escola, lá nas longínquas terras de Vila da Penha?” e eu, sem pestanejar, respondi que preferia permanecer na Vila da Penha. Eles fingiram considerar a idéia, mas acabaram me colocando na escola nova do mesmo jeito.

O primeiro ano foi lindo – quase repeti em inglês e matemática, consegui criar inimizade com o pessoal mais badalado do colégio, inclusive o Pablo, o qual eu odiava por namorar a Isabelle, minha mais profunda e intensa paixão platônica. Fui obrigado a perder o BV com uma menina que hoje em dia chamamos carinhosamente de Derrota, e também tive meus primeiros contatos com a Anurb*, a moça que alguns anos depois viria a abandonar os estudos para criar seu filho, já que ela havia sido mãe aos 16, seguindo o exemplo do programa da MTV. Inclusive, um ano após entrar no colégio, tive chances claras de dar-lhe uns pegas, mas uma luz divina me impediu de fazê-lo. Podia ser pai, agora. PAI.

*nomes subliminarmente alterados para manter a privacidade  dos mencionados

Sentimentalmente, este lugar também me trás ótimas lembranças – aqui, neste apartamento, passei horas de minha vida conversando com a Tia Skoll, minha primeira namorada virtual, que mais tarde fui descobrir ser uma mina gorda e fedorenta que me enganava dizendo ser uma morena gatíssima. Foi neste apartamento que Nataja (novamente mudando o nome para manter a privacidade da jova) encontrou comigo para irmos juntos para a festa do meu colégio viver a tarde mais romântica e melosa que eu já tivera em vida. Claro, isso tudo antes dela terminar comigo pra ficar com um amigo meu.

Como vocês podem ver, Ramos marcou minha vida de um modo como nenhum outro bairro marcou ou marcará. É uma grande perda deixar isso tudo pra trás. Mas, pelo menos,

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

O PRÉDIO NOVO TEM PISCINA LOLOLOLOLOLOLOL

AS MINA PASSANDO NUA E OS PARCERO SÓ DE TOALHA CHAMANDO AS MULÉ NA RUA

Anúncios

21 Responses to “#Partiu piscinão?”


  1. 1 Thereza F. 17/07/2011 às 12:51 pm

    Boa sorte na “vida nova”, Meids (:

  2. 2 Maíra Carias 17/07/2011 às 1:03 pm

    Estamos aos pouco te perdendo Almeida, that’s too bad 😦

  3. 3 E.L.D 17/07/2011 às 1:40 pm

    Méier, tá chique.

  4. 4 raquel 17/07/2011 às 1:54 pm

    kkk, casa nova vida nova..

  5. 5 Thais 17/07/2011 às 7:51 pm

    Boa sorte na nova vida Almeida!

  6. 6 Bruna A. 17/07/2011 às 9:28 pm

    Se quiser companhia para usar a piscina, estamos ai, não me importo de sair de SP, rs.

  7. 7 fmattosa 17/07/2011 às 11:58 pm

    Méier? pertinho daqui, como a menine alí disse, se quiser convidar, estamos aí, nem me importo em passar uma tarde da piscina do prédio, vendo seus futuros vizinhos que rezarei para serem gatíssimos u_u rs.
    Espero histórias novas, e boas, sim, nessas novas terras inexploradas por ti.

  8. 8 Kauane M. 18/07/2011 às 11:05 am

    Cara, eu sonhei que tu tinha se mudado… Só que tipo, para a minha cidade dhasudiahs Mas ainda sim sou profeta, me ame u.u

    Sorte na tua nova vida, Meids. :*

  9. 9 hana 18/07/2011 às 1:27 pm

    vai ficar neguin, agora HAHAHAHA

  10. 10 Gabs 19/07/2011 às 10:45 am

    Só não esquece das tuas almeidetes hein

  11. 11 Juuh 19/07/2011 às 11:16 am

    Boa sorte na sua vida nova Almeida! (:

  12. 12 Gabriele 19/07/2011 às 6:28 pm

    Mudanças não são agradáveis, mas pelo que contas vai ser uma mudança pra melhor obviamente. Espero que esse novo lar te encha de criatividade e novas pequenas aventuras para nos contar 😀 bjj

  13. 13 Gabriele 19/07/2011 às 6:44 pm

    E olha só, Anurb é Bruna, isso é muuuuito previsível.

  14. 14 @usernameidiota 20/07/2011 às 8:13 pm

    Vida nova, boa sorte. Mas sempre agradeça ao Ramos, lá você aprendeu tudo que sabe IJDSIJJDS
    E fala sério, vai dizer que você não passava os fins de semana no piscinão IDSJIJIDSIJDS

    ps: antes da foto do piscinão freira está escrito errado 😉
    JIDSIJ

  15. 15 Thiago 20/07/2011 às 11:38 pm

    Cara, vc tem a MISSÃO de ir ao piscinão de Ramos para se despedir, e depois contar a aventura pra noses, com direito a foto e etc.

  16. 16 Vitória 21/07/2011 às 2:54 am

    cara eu nunca mais leio esse blog de madrugada

  17. 17 Alex Gama 24/07/2011 às 2:50 am

    Boa sorte na casa nova..

  18. 18 Alex Gama 24/07/2011 às 2:51 am

    Pelo menos vai ficar longe do Piscinão

  19. 19 @ericaiscoollike 30/07/2011 às 3:23 pm

    o Méier é bem mais legal que o Ramos, não é? Pelo menos um vez que eu tava no Rio perguntei pro taxista sobre o ramos e ele não fez comentários muito positivos.
    Odeio meu mudar, em toda a minha curta vida de 16 anos e meio, me mudei 6 vezes. Meus pais são nômades.


  1. 1 Lhes devo explicações pela falta de posts « Nerd Calculista Trackback em 23/08/2011 às 8:33 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Atualmente:

Música: Canção da Noite
Banda: Fresno
Livro: Sherlock Holmes
Série:
How I Met Your Mother

Destaques

Um rolê em Madureira: 918 e 919 nunca tiveram uma diferença tão grande na minha vida. Essa diferença somado com a insano desejo do destino de me foder, causou uma peripécia de tremer as cuecas.

Ensino Médio deturpando sonhos:

Apesar do Ensino Médio ser repleto de conhecimentos babacas os quais nunca terão a menor utilidade em nossas vidas, ele pode desmentir algumas informações as quais fizeram você acreditar ser verdade por toda sua vida.

Adão era digno de respeito: Além de não precisar usar cuecas e dar a primeira bimbada da história, Adão ainda não precisa viver momentos constrangedores pelo fato de existir outras pessoas no mundo. Porque falamos tanto de Jesus tendo um herói bíblico desses?



Para ler mais dos textos menos piores do blog, clique aqui.

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Gostou de um texto?

Mande para o Uêba

Ou pro LinkLog

Ou pro Ocioso.

  • 653,835 visitas

%d blogueiros gostam disto: