Preparação desmotivacional pra vida

Eu tenho a mania de procurar motivos pelos quais as coisas são do jeito que são. Talvez, sabendo a causa, seja mais fácil consertá-los. Ou, talvez, sabendo o motivo acha-se alguém para culpar e se sente melhor consigo por algo não estar tão bem.

Eis a situação – a minha vida não está tão bem.

Não que ela esteja ruim, mas em comparação com o ano passado, ela não está boa. Convenhamos, o ano passado foi o ano da minha vida. Centenas de pessoas (principalmente meninas) me adoravam, me seguiam, liam meu blog. Essa adoração me proporcionava carinho, reconhecimento, dinheiro. Me fez conhecer pessoas que me trouxeram bens imensuráveis, amizades que levarei por muito tempo e a menina que eu achei que era o amor da minha vida.

Hoje eu não tenho mais nada disso. As amizades se dispersaram, as pessoas que gostavam de mim reduziram estrondosamente – eu sei que ainda há gente que goste e fico muito feliz de saber disso, mas entendam o meu ponto de vista de que vocês já estiveram muito mais acompanhados -, o suposto amor da minha vida me proporcionou a pior decepção que eu já tenha tido conhecimento e estou numa crise financeira seríssima – mal tive dinheiro para pagar o ingresso do McFly, veja você.

Como de praxe, analiso tudo o que eu fiz, falei e pensei no último ano para que essa situação tenha mudado tanto. Consigo supor três possíveis causas, que dissertarei agora.

1- Estudo


As pessoas crescem, ganham responsabilidades e acabam deixando todo aquele brilho da inocência de adolescente pra trás. É a transição entre adolescente-adulto que eu sempre achei que seria imune. Acreditei que sempre seria uma pessoa espontânea, alegre e nunca me deixaria levar pelo stress do dia-a-dia. Isso não ocorreu.

Com a chegada do terceiro ano e a eminente preocupação com o vestibular, passo o triplo de tempo que passava em frente aos livros e praticamente não tenho tempo pra minha vida internérdica. Vocês percebem a diminuição drástica de atualizações tanto no blog quanto no twitter. Então – eu estou estudando nesse tempo.

É visível o avanço que tenho tido. Minhas notas tão maiores, tenho mais conhecimento geral e a cada dia absorvo centenas de conhecimentos novos.

Todo esse estudo pode estar gerando um stress que eu não tinha outrora, o que faz com que eu não tenha mais a leveza que tinha antes, e isso afete na minha concepção de vida. Faça com que eu escreva textos menos divertidos, que atraem menos pessoas e as conseqüentes amizades. Lembrando, pode não ter porra nenhuma a ver com isso, mas eu preciso achar algum motivo.

2- Namoro

Sempre tento manter a heterossexualidade aqui nesta casinha calculista e nunca exponho muito sobre meus sentimentos aqui. Tenho um outro blog no qual falo só sobre eles, mas não me sinto confortável de fazer isso aqui. Eis o que aconteceu – eu me apaixonei hardmente por uma mina. Nunca havia gostado tanto de alguém, adicionado tantas expectativas e criado tantas projeções de vida ao lado dela. Veja bem – eu viajei até São Paulo só para estar ao lado dela no dia dos namorados. Eu entrei em um relacionamento numa época onde centenas de meninas eram apaixonadas por mim e eu poderia ficar com elas a qualquer instante. Em fato, eu ESTAVA ficando com três jovas naquela época, antes de pedi-la em namoro. Abri mão de muita coisa para dar vazão ao sentimento que eu sentia pela menina e nem cogitava me arrepender.

Como era de se esperar da vida de um Almeida que se preze, a mina me traiu, terminou comigo e, no amanhecer do dia seguinte, já tava com outro. E eu até hoje não superei totalmente a jova.

Já namorei outra vez, já achei que gostava de outras meninas, mas o que acontece é que, no fundo, eu ainda nutria sentimentos fortíssimos pela menina. No fundo, eu ainda tremia na base quando ela entrava no MSN, ainda sentia meu estômago se corroer quando alguém citava o nome dela, ou tocava uma música que me lembrasse ela, ou até mesmo sentisse um perfume parecido com o dela.

Uma coisa que eu não contei aqui por ser deveras homossexual: quando eu cheguei em casa da festa em que pedi a menina em namoro, mandei pra Thaís, minha melhor amiga, uma mensagem dizendo “foda-se tudo, nesse instante eu sou o cara mais feliz do mundo”. E eu, de fato, era. Ou, pelo menos, pensava que era.

Talvez, por isso, os textos fluíssem com tanta facilidade. Os pensamentos, as piadas, tudo fosse tão contagiante e empolgante. Por que eu era o exemplo máximo de felicidade. E isso me foi tirado sem o menor aviso prévio ou preparação. Eu preparava o que ia dizer para comemorar os 2 meses de namoro quando tive que preparar o que ia dizer para terminar o namoro.

Já gostei de outras meninas e até cheguei a ter um novo namoro, mas nenhuma me proporcionou o que essa menina me proporcionou, tanto que nenhum durou mais que um mês.

3- Eu cresci

Talvez não seja nada disso que eu to pensando. Talvez seja só a vida agindo e mudando a minha perspectiva de mundo, de engraçado, de felicidade. Eu tenho um amigo que, há 2 anos, era um roqueiro burro e mulherengo. Hoje, ele é um Revolucionário playboy que trocou um ingresso do Paul McCartney por uma micareta em Salvador. Eu tenho um amigo que, há 4 anos, era o maior pegador da escola. Hoje, ele ta completando 3 anos de namoro.

As pessoas mudam com o passar do tempo, e temo que eu esteja mudando também, só que para algo que não me agrada. Eu era um menino especial, que todo mundo via um futuro brilhante, fosse como escritor, fosse como músico, fosse como artista (não toquei no assunto, mas eu estive no PROJAC me inscrevendo pra alguns projetos que não renderam frutos), ou fosse em qualquer coisa que eu quisesse fazer.

Hoje eu já não sinto mais essa confiança das pessoas, e acho que nem eu confio mais em mim. Por isso que eu estudo – pra, no caso de eu não ser brilhante, ter a opção de ser mais um adulto amargurado com uma vida mazomenos, como é a de todos os humanos não-brilhantes desse mundo.

Ou talvez não seja porra nenhuma disso e eu esteja falando merda.

***

Não pensem que eu tou postando isso por que “to numa bad”, ou qualquer coisa que eu sei que já tinham várias pessoas pensando. Venho pensando nisso há muito tempo, e realmente acredito em cada palavra proferida aqui. Achei digno postar esse texto pra mantê-los cientes do que ta se passando comigo, por que sei que muitos percebem as mudanças que eu venho sofrendo e, talvez, não entendam. Nem eu entendo, mas pelo menos podemos tentar entender juntos a partir de agora.

Anúncios

55 Responses to “Preparação desmotivacional pra vida”


  1. 1 Ana Luiza G 23/04/2011 às 1:35 pm

    first ?

  2. 2 Ciça! 23/04/2011 às 1:35 pm

    Vamos ler! Bom dia pra você, Almeida.

  3. 3 Luiza 23/04/2011 às 1:42 pm

    esse momento em que acordamos para vida e percebemos que a maior parte dos nossos sonhos e expectativas nunca deixaram de ser só isso mesmo é barra. Ao invés de pensar “quando eu crescer”, você pensa “porra, já cresci! E agora?” Foi assim comigo, pelo menos. Ter noção de responsabilidade só fode com a vida, né não?

  4. 4 @lorenafsc 23/04/2011 às 2:06 pm

    aaaawn Almeida, você vai ser brilhante sim u.u
    Adorei o post, mas acho que isso o que você ta passando é fase, pois eu também estou me sentindo como você :T

  5. 5 Elena 23/04/2011 às 2:06 pm

    Pois é, Almeida. Não é “putz, to crescendo”, é “porra, já cresci?!”.

  6. 6 Lu 23/04/2011 às 2:31 pm

    Eu acho que ok, você vai crescendo e algumas pessoas passam a gostar menos de você. Mas com seu crescimento, suas ideias mudam, suas prioridades mudam… talvez seus antigos amigos não tenham essas mesmas ideias que você, e você tenha passado a gostar menos deles. Assim, just saying. Pode ser que sim, pode ser que não.

  7. 7 Adriele 23/04/2011 às 2:33 pm

    Tá difícil.

  8. 8 Manuela 23/04/2011 às 3:27 pm

    “Hoje eu já não sinto mais essa confiança das pessoas, e acho que nem eu confio mais em mim. Por isso que eu estudo – pra, no caso de eu não ser brilhante, ter a opção de ser mais um adulto amargurado com uma vida mazomenos, como é a de todos os humanos não-brilhantes desse mundo.” Ser uma adulta amargurada é o que eu mais temo na minha vida D: a diferença é que eu não sou brilhante e também não estudo, ou seja, eu to fudida.

  9. 9 camila lívero 23/04/2011 às 4:18 pm

    voce continua brilhante, pelo menos pra mim meids

  10. 10 Thays 23/04/2011 às 4:37 pm

    Ei Guilherme nãofique assim, quem realmente gosta de você nunca vai te abandonar 🙂

  11. 11 Thays 23/04/2011 às 4:39 pm

    Nossa tá fudida mesmo D: Que tenso =/ Porque você não tenta procurar algo que te faça bem, e que tenha a ver contigo? Seria legal, vai que você “se encontra” no meio desse caminho 😀

  12. 12 Sami 23/04/2011 às 5:48 pm

    Ah cara, terceirao é foda mesmo. Também me sinto assim as vezes, principalmente quando fico paranóica pensando em vestibular, que tenho que estudar e blablabla. Metade do ano já tem vestiba e meu curso lindo só estava 70 por vaga (y). Em relação ao namoro, prefiro nem comentar haha.
    E sobre estar crescendo, mudando, nunca estive tão de acordo com o que você escreveu!

  13. 13 Ane 23/04/2011 às 6:02 pm

    É, Almeida, entendo sua situação. Amor, um sentimento tão forte, tão bom, tão destrutivo.. Ele realmente pode acabar com a sua vida. Isso em caso extremos, claro. Fico triste que você esteja sem tempo, mas isso é bom, estudar. Ter um futuro bom, dinheiro.. Isso é uma coisa que me preocupa muito, porque eu não tenho talento nenhum, e sou burra :B Sempre esperei não mudar também, e eu agora, de uma pessoa que tinha uma vida mais ou menos, tenho uma vida infeliz. Mas é assim, a vida é uma merda, o que vier de bom é lucro e raro. Espero que você se acustume com isso, porque você sabe, só tende a “piorar.” E que você seja feliz, por que, bem, eu gosto de você, leio seu blog desde 2009.. E é, você escreve muito bem, isso é um ótimo talento, você pode dizer isso pras pessoas “pelo menos eu sei escrever, e, muito bem” KK Ok, já estou falando besteira. Você nem vai ler e eu fazendo um testamento kk

  14. 14 oi_yuri 23/04/2011 às 6:19 pm

    Cara, parece mesmo que você me descreveu, estou na mesmíssima situação.
    Acontece, e a gente pensa: pourras vida, como você é injusta.

    Haha adoro seu blog, abração.

  15. 15 @ericaiscoollike 23/04/2011 às 6:27 pm

    Te entendo perfeitamente, almeida. Mas a vida é feita de momentos, os momentos feliz da adolescencia estão passando mas ainda temos a vida toda pela frente né. É só esperar que mais felicidades virão.

  16. 16 Vitória 23/04/2011 às 6:43 pm

    Ou talvez não seja porra nenhuma disso e eu esteja falando merda.
    Hard times with Almeida

  17. 17 Maari_xx 23/04/2011 às 7:03 pm

    Como você mesmo já disse uma vez “Almeida não fica triste, só fica menos feliz”. Mas mesmo que comparado a 2010 você tenha ~perdido~ muitas adoradoras lembre-se que você tem sempre pessoas que gostam muito de você, mesmo que hoje em dia tenham muito menos contato do que antes. Você é SUPER especial Meids e eu tenho certeza que você vai ser super RICO AHAHAHAH q Mentire não sei se rico, mas sei que você ainda vai se dar muito bem mesmo na vida.Sem puxar seu saco porém ja puxando, você o menino mais inteligente que eu conheço haha. Sua eterna não mais eterna noiva s2

  18. 18 Giulia 23/04/2011 às 7:23 pm

    eu entrei na faculdade esse ano e notei muita diferença. parece que tu tem que crescer de uma hora pra outra. as reponsabilidades quadriplicam, tu tem que pensar que agora é o teu furutro que tá em jogo, a tua vida profissional, mas tu não acha que é grande o suficiente pra lidar com tudo isso. eu tenho 16 anos, entrei na faculdade mais cedo que o normal. não sei se é por isso que eu estou sentindo tanta diferença, mas acho que é normal, todos sentem. alguns colegas meus já se inscreveram em vários projetos e trabalhos extras e eu nem sei bem o que eu tenho que fazer, nem sei o que é melhor pra mim. eu te ‘conheci’ no fim de 2009 e te adimiro muito desde então. acho que tu tem muito talento, e continua tendo. infelizmente, só tenho uma coisa pra dizer: aproveita bem o colégio, que acho que daqui pra frente só piora. apesar que isso é só uma fase, com o tempo tu se acostuma e tudo parece melhor. eu espero, ao menos. sobre estar apaixonado, eu concordo que tudo parece mais bonito e fácil quando se está amando. nada parece errado, não existem problemas. tem muita gente que ainda te adimira e muita menina que daria tudo pra ser a tua namorada. com certeza tu vai achar alguém melhor que ela.

  19. 19 Jaque 23/04/2011 às 7:41 pm

    É triste mesmo quando você percebe que tudo o que te fazia feliz hoje já não tem mais graça. Mas é a vida. Eu acho.

  20. 20 Natalia 23/04/2011 às 11:37 pm

    não fala besteira alemidão. voce é brilhante sim ! tem um futuro e tanto pela frente. voce só esta na correria. 3° ano é isso mesmo, pior eu que ja estou assim no segundo ! HAHAHAHA
    te entendo perfeitamente no quesito amor. passei por praticamente as mesmas coisas. eu não acreditava, mas com o tempo voce vai se acostumando, não deixa de gostar mas deixa de doer sabe.
    eeeenfim ne .
    bola pra frente e não deixe de lado sua felicidade e seu carater. voce é um menino maravilhoso ! s2

  21. 21 Amanda 24/04/2011 às 12:09 am

    mesmo dilema aqui, Almeida U_U

    ah outra coisa, eu sei que não é esse tipo de pergunta que eu deveria fazer aqui e pode ser até meio besta, mas como você estuda? tipo, em que livros e/ou sites? você pegou tipo uma lista do que estudar e foi indo por matéria? ou você só ta estudando o que ta caindo na sua escola mesmo? ou vc ta fazendo cursinho?

  22. 22 Amanda 24/04/2011 às 12:10 am

    desculpa a pergunta ali, mas eu realmente to precisando estudar pro vestibular só que todos os jeitos e modos que eu tentei eu não conseguia me concentrar ou pegar o jeito, sabe (:

  23. 23 @littlegeovanna 24/04/2011 às 12:13 am

    se você não “ta numa bad” eu quem estou então .__.

  24. 24 Mariane Ferrari 24/04/2011 às 12:14 am

    “Hoje eu já não sinto mais essa confiança das pessoas, e acho que nem eu confio mais em mim.” é exatamente isso o que eu to passando agora.

    mas vai dar tudo certo, Meids, todos passam por essa fase. e te vejo no show do McFLY! *-*

    xx

  25. 25 Almeida 24/04/2011 às 12:16 am

    meu, eu to estudando só pela escola. O que nego me dá eu sugo ao máximo. Estudo as matérias de provas e ba. Ultimamente tenho ficado na biblioteca da escola, é vazio e não tem nada pra me distrair, passo horas lá estudando :3

    Refazer provas de vestibulares passados também é uma boa.

  26. 26 Letícia 24/04/2011 às 12:19 am

    O tempo passa rápido e acho que o medo de todos nós é que um dia, daqui uns bons anos, olharmos para trás e ver que todos os nossos sonhos de adolescente nunca se tornaram realidade e que se tornamos adultos chatos e com uma vida comum como todos os outros.

  27. 27 ana 24/04/2011 às 12:36 am

    leio teu blog a uns 2 anos e continuo aqui, mesmo voce estando meio ausente :}

  28. 28 Kauane Mello (: 24/04/2011 às 12:51 am

    Cara, juro que já estava pensando em comentar que tu estava na maior deprê!

    Mas Aumeida, calma, respira, tudo vai dar certo. :*

  29. 29 Elisa 24/04/2011 às 1:15 am

    Eu acho que você está passando por uma fase difícil, acho que a pior fase da minha vida foi o terceiro ano, mesmo quando eu tava feliz eu já estava triste porque sabia que ia acabar e porque não tinha decidido nada na minha vida. Não que isso tenho mudado já que estou fazendo cursinho e não fiz nada ainda, mas com o tempo as coisas vão se encaixando.

    E você é o cara mais brilhante que eu conheço, não deixe ninguém e nem você mesmo dizer o contrário, é só você não desistir só porque as pessoas não te dão mais atenção como antes.
    Boa Sorte esse ano!

  30. 30 Elisa 24/04/2011 às 1:17 am

    Quanto ao amor, é uma droga. Gosto da mesma pessoa a 3 anos e eu posso ‘gostar’, ficar com outras pessoas e parece que nunca esqueço, parece coisa de criança, mas é a verdade. Quando a gente ama, não vai deixar de amar, porque amor é verdadeiro.

  31. 31 hana 24/04/2011 às 1:29 am

    acho que a resposta mais ~aceitável~ é a de que você cresceu, acho que essa é a verdade. que nem na música, “a vida cobra e a gente tem que crescer”, mas você vai ser sempre o Almeida que se fode, isso ninguém tira de você! ahahhahaha

  32. 32 Amanda 24/04/2011 às 1:38 am

    *—* muiito obrigado Almeida por me responder 😀

  33. 33 Lucas Xavier 24/04/2011 às 1:47 am

    i don’t see it that way

  34. 34 Juu 24/04/2011 às 2:02 am

    Esse ano as coisas mudaram na minha vida, no amor principalmente. Ano passado era feliz e não sabia, no momento estou sofrendo por um menino que fica comigo e com outras 171621521 meninas e que só quer me comer.
    Enfim, como você disse, você cresceu, está crescendo, amadurecendo e isso faz você sentir que tudo esta mudando, mas na verdade é apenas a sua pessoa que mudou e, não precisa ficar pra baixo por isso, e muito menos por uma garota que te traiu, sim, eu sei que é difícil, mas tente conhecer garotas novas que mereçam você e o seu amor.

  35. 35 Bia 24/04/2011 às 2:03 am

    Infelizmente a gente tem de crescer e ter responsabilidades Ç_Ç Mas Meids, o que que quer que você escolha para sua vida fará muito bem, tanto escrever, que você faz muito bem por sinal, ou qualquer outra coisa… Se você se desmotivar por acasos da vida não poderá aprender e dar a volta por cima, poxa. Você é, cara, o menino mais admirável que eu conheci. Será sempre o mais inteligente, engraçado, bonito e ninguém vai tirar isso de você *O*

  36. 36 Fran 24/04/2011 às 2:08 am

    Você já parou para pensar que não foi o único que cresceu? A gente cresceu junto… garanto que tem gente na mesma situação e com tão pouco tempo quanto você. Mas caraca, você é tipo assim, o garoto mais inteligente que já vi por aí. Claro que você pode ter um futuro brilhante meids, só acredita nele. Não é porque o número de pessoas que reconhecem isso diminuiu, que a sua brilhantisse -credo, péssimo neologismo- diminuiu também. Seus textos continuam incríveis e pronto, não duvida disso, e continua escrevendo u-u crescer faz parte, mas isso não deve te impedir de fazer o que você gosta, ou ser quem você quer ser (:

  37. 37 natiromao 24/04/2011 às 4:35 pm

    Eu li esse texto, e a cada palavra que vc escrevia eu me via. Ainda me identifico com seu blog, talvez por estar passando pelo mesmo que vc. Eu até cheguei a cogitar uma síndrome de Peter Pan, mas percebi que a pressão do último ano e a ‘dor’ de um amor mal curado nos tornam pessoas que nunca pensamos que seriamos.
    Acredito, que assim como eu, logo a nova fase trará um brilho novo para a vida. Enquanto isso, vamos nos conformar com o sombrio ano que ainda teremos.
    hahahahahahahahaha

    acho que te depri mais. Ainda assim, gostei do post, e assim como da primeira vez que li seu blog, acredito no seu futuro brilhante como escritor ou publicitário.

  38. 38 Bruna 24/04/2011 às 6:36 pm

    Você pode considerar o que eu estou escrevendo aqui ou não, você decide, porque sou só uma menina de 15 anos normal sem experiencia o bastante pra te dar conselhos sobre o que vivi, espero que você leia, tentei realmente te ajudar. Responda se você ler, por favor.

    Almeida, eu NUNCA respondi seu blog, talvéz não responderei mais, acho desnecessario, mas você merece minha atenção. Não importe o que aconteça com você amanhã, ou daqui dois anos. As pessoas mudam, mas nunca mudam totalmente. Você pode se tornar um adulto chato como todos, mas continuara sendo o Almeida que eu passei a connhecer nesses 4 anos que eu leio o blog. Quanto ao namoro, é normal que você se sinta triste, mas lembre-se, ela não esta triste por você, ela não merece sua tristeza. Quero que saiba que EU CONFIO EM VOCÊ, nunca te vi, nunca conversei com você, mas eu confio, sei que você não será mais um no mundo, mesmo se você for, no meu mundo você não será.

  39. 39 yasmin 24/04/2011 às 7:08 pm

    Cara, parece que é uma fase universal de depressão entre as pessoas, pqp. Eu, assim como um bom tanto das pessoas que postaram aí em cima, to numa fase meio depressiva e sem motivo convincente o bastante. Confesso que eu tenho uma Síndrome do Peter Pan BEM GRAVE desde quando eu fiz uns 9 anos e percebi que o tempo tava passando, eu não queria aquilo, eu ainda não quero. Veja, sem querer ser arrogante mas mesmo assim sendo: eu sempre me considerei um gênio, melhor que 99% das pessoas e com um futuro EXTREMAMENTE brilhante; porém sempre tive uma certa tendência suicida, não consigo me imaginar sem ser o que eu sempre quis ser e fazendo o que eu sempre quis fazer, que eu já começo a pensar em suicídio, é uma tortura pensar nisso. E creio que você também, Meida (tirando a parte do suicídio, talvez). Então, sempre esperamos que vamos nos dar muitíssimo bem na vida, com ou sem estudo, fazendo o que a gente quiser fazer; mas também temos essas fases em que perdemos a autoconfiança e começamos a estudar feito loucos com medo do que pode acontecer. Eu por exemplo, nessas fases, fico menos sociável, levo meu caderninho de poesias/músicas/piadas em todos os lugares para não perder nenhuma idéia, evito sair de casa pra ter mais tempo com meus pensamentos e faço qualquer merda que seja divertida, muitas vezes sem pensar na consequência, me importando somente com o “aqui e agora” e me fodendo depois. Sei la, deve ser algo normal. E eu simplesmente sei que tu vai ser um revolucionário fodelão, sem menos.

  40. 40 Thaís 24/04/2011 às 7:50 pm

    Poxa, cara, isso é horrível. Mas você vai superar esta merda toda, digo isso porque há uns meses atrás eu estava numa deprê tão profunda que minha mãe chegou a perguntar se eu queria marcar uma consulta num psicólogo, e agora estou absurdamente melhor. Não curada – mas muito melhor.
    Acho legal você escrever sobre isso. Faz bem – Você se sente melhor depois de jogar para fora. E, além do mais, olhe só, quanta gente liga para ti. Você é especial, Almeida. Acho que não se lembra de mim (sou @mynameisthais_, te persigo bastante) mas, de qualquer jeito, para MIM você é muito especial. Você me inspirou a começar a escrever – e agora estou ótima nisso. Obrigada, cara. Eu te adoro. Você vai superar isso.

  41. 41 Cylla 24/04/2011 às 8:44 pm

    Cara,tu já esperimentou falar com alguém um pouco mais velho que tu,tipo o teu irmão? desabafa isso com alguém que REALMENTE entenda e já tenha passado por essa fase,acho que vai ser bem legal e pode ser que te ajude pelo menos a compreender melhor essa tua fase.

  42. 42 @ebisordi 24/04/2011 às 8:59 pm

    o penúltimo parágrafo antes de você falas de estudo, diz tudo que eu estou passando.

  43. 43 carol guerch 24/04/2011 às 11:37 pm

    ai almeidaaaaa ):

    deve ser difícil mesmo :
    mas oremos para que seja só uma fase ^^
    e outra, tu ainda é especial( pra muita gente, os fiéis e verdadeiros “fãs” ainda estão aqui (: )
    acredite, tu não vai perder o teu “império calculista” só por fazer textos menos engraçados, é a tua vida com altos e baixos vai sempre ser interessante, legal, divertida e tals *-*

    força meidaa o/

  44. 44 Kaique 25/04/2011 às 1:50 pm

    cara que barra D: ! mas boa sorte, e você escreve muito bem estou sempre visitando o blog !

  45. 45 @FhaSBS 25/04/2011 às 5:49 pm

    Mel Dels .-.
    Bom , eu sei que eo texto ta muito bom , Almeida futuro profeta S:

  46. 46 E.L.D 26/04/2011 às 7:07 pm

    Melhoras pra ti.

  47. 47 lygia 27/04/2011 às 3:05 am

    ah meids, eu sei como é… mas saiba que sempre vai ter gente que gosta de você e quando tem essa diminuiçao, é que você sabe quem é seu amigo de verdade. e também quero dizer que vc tem sim potencial pra fazer muita coisa, nao digo que por causa disso nao precise estudar, mas vc é uma pessoa inteligente, dá pra perceber, sem nem te conhecer. Parabens por tudo que vc já fez, pelo que vai fazer, e espero que essa maré ruim passe logo, pq eu sei como é ruim… estamos no msm barco. (:

  48. 48 biikmcr 27/04/2011 às 10:27 pm

    Esse é o seu melhor post, meids. Parabéns, cara.

  49. 49 @leek4 27/04/2011 às 10:36 pm

    ain, Almeida.
    adorei o fato de vc querer falar isso pra nós.
    tudo muda, a todo tempo. Agora que vc ta mais maduro que vc ta percebendo isso, tendo uma noção maior da vida, sei lá.
    o esquema é aproveitar cada momento bom, pq o tempo corre e o amanhã nunca é igual ao hoje e ao ontem.
    meio filosófico isso, haha

  50. 50 @bruunamd_ 27/04/2011 às 11:19 pm

    acho que todo mundo um dia irá passar por isso 🙂

  51. 51 fmattosa 29/04/2011 às 5:25 pm

    EU TO SEMPRE NO TOP DOS TOP VAGABUNDOS *o*
    AHAHSHSHSSHSHSHSHSHDSHSH já tem séc que tô lá, sou feliz por isso u-u s2

  52. 52 fmattosa 29/04/2011 às 5:30 pm

    Agora, sério Almeida.
    Presta atenção: “Eu era um menino especial, que todo mundo via um futuro brilhante, fosse como escritor, fosse como músico, fosse como artista” Não diga ‘ERA’, você ainda É esse menino, eu e todos os seus outros blogueiros, amigos e familiares ainda penssam isso de você, tenho CERTEZA.
    Você ainda continua sendo engraçado, amigavél, escreve bem pra caramba, informa divertindo, mesmo em um texto sério desses, e ainda nos faz refletir. Você ainda É esse menino, mas agora… é melhor. Agora é mais inteligente, informado e preocupado com o futuro.
    Almeidinha, eu ano passado entrei em crise sobre crescer, porque eu tava trabalhando e estudando, fazendo provas, e fazendo provas pra passar em escolas, eu tava toda estressada, estudando e trabalhando pra caramba, sem tempo pra nada e nem ninguém, minha vida sentimental tava uma MERDA, minha relação com meus amigos distante pela falta de tempo e meu stresse constante, eu que sempre fui tão animada.. Mas a vida é assim, tem horas que não temos tempo pra nada, tem hora que somos inúteis, tá ai Almeida, tua faculdade chegando, trabalho á um pé, terminar os estudos em outro.. tá tudo indo tão rápido, né? Mas é assim, agente cresce, mas deixa essa maré passar que as coisas vão se acalmar e tudo voltará ao normal.
    Isso de ser engraçado, carinhoso, legal, e toda as suas virtudes são SUAS, coisas de VOCÊ, que nunca irá perder.
    Não me importa o tempo que leve pra ter um post ou como ele seja, esse sempre será o único blog que tá nos meus favoritos e eu entro todos os dias pra ver se tem atualização.

  53. 53 Mariana 30/04/2011 às 3:23 am

    Almeida, qual é? Você continua com todo o potencial de antes. Juro que nunca achei outra pessoa que escrevesse tão bem quanto você. Sabes divertir, entreter, e mesmo assim, de uma maneira muito rica – enche os olhos de ler cada palavra. Você cresceu, e com isso as responsabilidades também crescem. Podes ter certeza que não és o único a se sentir assim… também começo a pensar em minha vida e vejo no poço que estou. Mas cada dia, cada situação, é um aprendizado. Não falo da boca pra fora. É sofrido? É. Mas é necessário. Quem sabe isso demore um mês, um ano, dois anos para passar… mas isso não muda em nada o que nós, leitores, pensamos de você. Ninguém deixou de te gostar – quem sabe todos tenhamos crescido um pouco, e carregamos pelo menos uma parte do teu sofrimento. Ninguém está imune à vida, meu caro. E muito menos ao amor… isso não tem jeito mesmo. Nada é do jeito que imaginamos que seria. O amor é imprevisível e inexplicável. Conte com teus amigos para passar por essa fase, às vezes não lembramos o quão maravilhosos eles são. Nem sei se lerás isso, mas é isso aí, continue firme e forte. Gosto demais de você, o teu blog é o melhor para sempre, todos os teus posts são maravilhosos. Não se preocupe em agradar-nos tanto, pense mais em você. Aliás, só de podermos contar com tuas palavras de vez em quando, já é um belo presente. Ps: me identifiquei demais com tudo que escrevestes. Com tudo mesmo, todos os detalhes dos 3 tópicos. Ir pra frente é difícil – mas é possível. Aprendemos a ver a vida de uma maneira bem diferente.
    Melhoras, Almeida. @beeeecker

  54. 54 Alex Gama 10/05/2011 às 1:56 am

    Almeida eu estou me sentindo numa situação parecida.. Ano passado eu ia em várias festas e bebia com todo mundo tinha uma vida social Razoavelmente boa dado que sou um adolescente não dotado de uma beleza notável (Tenho espinhas e uso um franjão) Até o ano passado eu estava em meu terceiro ano do ensino médio e a vida era uma festa, eu tinha tempo de sair me divertir e fazer quase tudo que queria. Mas então aconteceu a coisa mais inesperada em minha curta vida de 17 anos. Eu me formei e dentre as poucas possibilidades encontradas acabei me metendo em uma faculdade federal de biotecnologia. Desde então eu não tive mais a vida boa de sempre, apareceram 3x mais responsabilidades que no ensino médio, tenho que absorver muito mais informação que antes, e não tenho mais tempo de ir a festas e sair a noite. Sem contar que não posso mais beber porque estou a tomar uma remédio controlado. Meu começo de ano que poderia ser aproveitado foi érdido com uma namorada depressiva que não valia o esforço agora eu não tenho mais uma vida social, minha vida se resume a Faculdade PC e o fim de semana curtindo com dois amigos faz um mês que não fico com nenhuma menina e estou tendo que apelar diariamente para os canais 152,154,155 da SKY (o que envergonha um pouco.. mas uma de minhas diversões além Musicas (fresno) e meu violão tem sido seus Posts. Continue ocom o ótimo trabalho. Cara tu é muito FODA

  55. 55 Ayra 05/11/2011 às 6:30 pm

    Otária?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Atualmente:

Música: Canção da Noite
Banda: Fresno
Livro: Sherlock Holmes
Série:
How I Met Your Mother

Destaques

Um rolê em Madureira: 918 e 919 nunca tiveram uma diferença tão grande na minha vida. Essa diferença somado com a insano desejo do destino de me foder, causou uma peripécia de tremer as cuecas.

Ensino Médio deturpando sonhos:

Apesar do Ensino Médio ser repleto de conhecimentos babacas os quais nunca terão a menor utilidade em nossas vidas, ele pode desmentir algumas informações as quais fizeram você acreditar ser verdade por toda sua vida.

Adão era digno de respeito: Além de não precisar usar cuecas e dar a primeira bimbada da história, Adão ainda não precisa viver momentos constrangedores pelo fato de existir outras pessoas no mundo. Porque falamos tanto de Jesus tendo um herói bíblico desses?



Para ler mais dos textos menos piores do blog, clique aqui.

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Gostou de um texto?

Mande para o Uêba

Ou pro LinkLog

Ou pro Ocioso.

  • 652,648 visitas

%d blogueiros gostam disto: