O PAPAI CHEGOU

Há exatos 3 anos, o primeiro post desta casinha calculista se posicionava totalmente contra as festas Carnavalescas. Falava mal sobre as gostosas andando semi-nuas na rua e sobre os caras achando super divertido se vestir de mulher pra ir num lugar cheio de gente pobre e feia.

Agora, 3 anos depois, pra marcar de vez as mudanças na minha personalidade, eu fui em um bloco de Carnaval. No maior bloco do Rio, aliás. E na parte mais agitada e fedida. Foi uma das aventuras mais medonhas que eu já tive, meus amigos.

Tudo começou com uma grande putaria dos meus amigos. Os desgraçados marcaram de viajar pra Saquarema e me excluíram da viagem. Eu ia ser o único do nosso grupo que não ia viajar no carnaval. Tava lançado o desafio – eu precisava me divertir mais do que os filhos das putas aqui, sozinho. O que não parecia muito difícil, já que a lista de “coisas pra se levar pra viagem” constava, quase que exclusivamente, com jogos de PS3. Eis meus amigos nerds.

Sábado, às 9 da manhã, ia rolar o BOLA PRETA, maior bloco de Carnaval das terrinhas cariocas. Não sei se cês tão lembrados, mas ano retrasado meu companheiro de aventuras se chamava Raphael. Eu namorava a Natasha, ele namorava a Camila e nós saíamos todos os dias com elas, fazendo merdas das quais um dia eu ainda hei de escrever um livro. O menino havia se mudado pro interior do RJ pra estudar, mas agora ele voltou. Pra vocês terem ideia, na primeira vez que a gente saiu depois que ele voltou já resultou na aventura mais amedrontadora que eu já tive.

Eu e o delinquente, em 2009.

Pois bem, fui até a tijuca me encontrar com o menino para irmos juntos ao Bloco. A gente se encontrou, tomou café da manhã num buteco e saiu à procura de uma garrafa de Vodka. Eram 7 horas da manhã e ninguém que vendesse Vodka estava consciente para fazê-lo. Fomos em vários mercados, butecos e bocas de fumo, mas ninguém tinha nada que prestasse. Até que, numa daquelas lojas de posto de gasolina, tinha uma garrafa de Orloff por 20 reais. Metemos aquele papo de que éramos maiores de 18 e compramos a menina.

Andamos feito uns putos até o metrô e começamos a nos aproximar do local. Assim que saímos do metrô já havia uma concentração absurda de gente. O Bloco ainda não tinha começado, então tava tudo parado, apesar de já estar lotado. Raphael mandou esconder nossas carteiras e celulares na cueca, pois um lugar onde toda a massa pobre carioca está presente só pode resultar no maior reduto de criminalidade do país, quiçá do continente.

Escondemos tudo. Dei minha identidade e dinheiro pro Raphael colocar na carteira dele. Ele pos, e depois pos a carteira na cueca. Meu celular também ficou na cueca, só deixei o Rio Card no bolso. Encontramos uns amigos do Raphael e começamos a virar a Orloff. Antes mesmo do bloco começar, metade da garrafa já havia acabado. Começamos a falar besteira pra mina que estava atrás da gente e a cantar A TURMA DO FUNIL

Pura chiqueza, não é mesmo? Cantar Bossa Nova bebendo Orloff.

Meu irmão também ia no bloco e até tentou me encontrar, mas a parada tava cheia demais. O bloco já tinha começado a andar e todos pulávamos e fazíamos merda. Raphael começou a pedir um beijo na bochecha de cada pessoa que passava, eu protegia o Raphael pra ele não tomar um soco na cara e o amigo dele pegava todas as minas que passasse.

Começou a chuver mais forte, a ficar mais cheio e, de repente, o Raphael virou pra mim e disse

“velho, levaram minha carteira”
“COMO SEU FILHO DA PUTA, ESTAVA NA SUA CUECA!”
“Não sei,brother. Não tá mais aqui”.

Eu havia perdido 30 reais e minha identidade, mas ele havia perdido tudo o que tinha.

Eu tava bêbado o suficiente pra cantar marchinhas de Carnaval no meio de um Bloco, mas não o suficiente pra não sentir a facada que é perder 30 reais e minha carteira de identidade. Mas tentei relevar, afinal, ficar bolado não ia mudar nada.

Certa hora, Raphael disse que queria ir fazer xixi. A garrafa de Orloff já havia acabado e ele tava mais bêbado que um desenho animado. Achei que seria melhor eu acompanhar o jovem, se não ele podia se perder e acabar sendo estuprado por um negão flamenguista.

Fomos até a parede mais próxima, olhamos ao redor pra ver se não havia nenhuma polícia, e espirramos ali mesmo. Só que foi aí que a loucura do Raphael começou a apertar.

Ele começou a pegar refrigerante dos isopores dos caras que tavam vendendo ali, abria e jogava o refrigerante na cara, sem pagar nem nada. O cara começava a gritar, e ele saía correndo. Ele pedia beijo pra minas acompanhadas de caras absurdamente fortes, e cabia a mim, com meus 1,70cm e 50 quilos protegê-lo. Continuou assim por uns 15 minutos, até que eu disse a ele que queria ir fazer xixi de novo e o forcei a sair do bloco. Foi aí que pus a minha mão no bolso e percebi: haviam levado meu Rio Card.

Manos, nessa hora bateu o desespero.

O moleque não conseguia nem ficar em pé, eu tava sem dinheiro, MUITO longe de casa, sem documento nenhum e sem conhecer ninguém. Começamos a andar sem rumo, na tentativa de um RioCard cair do céu. O Raphael tava apoiado nas minhas costas, berrando ao vento “O PAPAI CHEGOU” pra qualquer um que passasse, enquanto eu batia na cara dele e mandava o filho da puta calar a boca. Chovia pra cacete, a rua tava completamente alagada e o moleque levava tombos de cinco em cinco minutos. Como a gente tava abraçado, eu caía em cima dele.

Achamos um buteco aberto, sentamos na mesinha que tinha lá e tentei pensar em algo pra fazer. Raphael começou a falar coisas sem sentido, tipo

“eu vou roubar 30 centavos e a gente corre até em casa, ta?”
“caralho Raphael, cala a porra da boca”
“SÉRIO CARA, me escuta, eu não tô bêbado, vou roubar esses 30 centavos do cara, fica aqui”
“RAPHAEL SENTA ESSA TUA BUNDA PELANCUDA NA PORRA DA CADEIRA”
“Não, meu velho, segue meus passos”

Nisso o puto me agarrou, e começou a correr sem rumo, gritando “FOGE CARA ELE VAI SEGUIR A GENTE, FOGEEEEEEE” e eu “FOGE DE QUEM??? A GENTE NÃO FEZ NADA”

Ele só parou de fugir quando escorregou numa poça e levou outro tombasso. Nisso meu celular toca e meu irmão manda eu encontrá-lo no largo da Carioca, que ele me levaria pra casa. No meio de todas aquelas nuvens escuras e chuvosas, uma luz se abriu. E essa luz era meu irmão. Nunca fiquei tão feliz por meu pai não ter usado camisinha no verão de 87 e gerado meu irmão.

Quem me achar aí ganha um doce.

Fomos até o Largo da Carioca, mandei o Raphael sentar em algum lugar e, nesse instante, eu já tava com tanto ódio nos olhos que o desgraçado sentou de boa. Me acalmei, esperei meu irmão e comecei a rir da situação que a gente tava. O Raphael tava muito mal, manos. Ele não conseguia amarrar o cadarço, e ficava se debatendo, quase chorando.

Nisso um traveco de meia-idade chegou atrás de mim fazendo biquinho e pedindo beijo. Puta que pariu. Tentei espantar o cara, mas ele não saía de perto de jeito nenhum. Foi aí que eu descobri que minha virgindade anal estava comprometida. Eu não passava daquela noite, tão pouco passava o Raphael.

Mais uma vez a luz desbravou o céu e meu irmão chegou, me ajudando. Meu irmão já tem mais habilidade em lidar com bêbados, afinal, ele mesmo é um. Nesse dia, em especial, ele estava sóbrio, então só tive um bêbado com que me preocupar.

Irmão: “Onde o Raphael mora?”
Eu: “Não sei, cara”
Raphael: “EU SEI ONDE EU MORO, EU LEVO VOCÊS LÁ, MINHA MÃE FEZ FRANGO COM MACARRÃO”
Eu: “Cala a boca, porra. Olha, eu sei que ele mora na tijuca, perto da UERJ”

Nisso a gente pegou o metrô e ficamos rindo do Raphael. O puto queria soltar em toda as estações, e a gente precisava segurar ele. Quando o bicho acalmou, meu irmão ficou sacaneando ele.

Raphael: “EU NÃO TÔ BÊ~~DBADO”
Irmão: “Aé? Qual a derivada de x²?”
Raphael: “IG~UAL A ZREO OU A UM??”
Irmão: “indiferente”
Raphael: *começa a falar números desconexos e toma um tombo no meio do metrô*

Chegamos perto da UERJ e deixamos o Raphael nos guiar até seu prédio. Aí ele vira pra gente “ih, levaram minha chave e celular. Não tem ninguém em casa… e agora?”.

Puta que pariu.

Ao chegar no prédio dele, tocamos na portaria e não tinha nenhum porteiro naquele inferno. Começamos a tocar vários números, e ninguém queria dar atenção pro jovem, até que a gente tocou justamente no número em que o Raphael mora e a mãe dele estava em casa. Por que fomos dar ouvidos a um bêbado?

Deixamos o jovem em casa e voltamos pra casa.

No dia seguinte, fomos em outro bloco. E no seguinte, em outro. Mas ninguém ficou bêbado nesses, o álcool acabou antes de nós chegarmos.

Anúncios

51 Responses to “O PAPAI CHEGOU”


  1. 2 Thereza F. 09/03/2011 às 4:58 pm

    Nha *-* Que lindo, Almeida. Épico. Eu ri do início ao fim :B

    Sl, nem curto carnaval >_> Onde eu morava rolava carnaval de rua, com as repúblicas fodonas, mas sei lá, não gosto mesmo X_X Dei sorte, aqui em Moçambique não tem 8D /Tinha que ter dado sorte em alguma coisa, pff.

  2. 3 Nathy-Chan 09/03/2011 às 5:03 pm

    LOL
    meids, eu nem vo falar nada que você era meu exemplo de garoto comportado até quase ser estuprado por um traveco na rua
    bjs…

  3. 4 @fufuck_ 09/03/2011 às 5:04 pm

    quanta fodencia pra um dia só almeida. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK depois eu ainda reclamo da minha vida.

  4. 5 Anna 09/03/2011 às 5:04 pm

    Rio Card é tipo o Bilhete Único de SP? ‘-‘

  5. 7 Karina 09/03/2011 às 5:09 pm

    Acho que foi o post mais engraçado que eu ja li aqui no blog HAUASHUASH

  6. 8 Maari_xx 09/03/2011 às 5:30 pm

    Ainda não te imagino em blocos, mas depois disso tudo SÓ RINDO MUITO!

  7. 9 Ana Luiza 09/03/2011 às 5:38 pm

    posso rir dessa sua vida desgracenta? atá AIUEHIUEHAIUEHAIUEHAUIEHAIUEHAUIEHAUIEAH

  8. 10 @FhaSBS 09/03/2011 às 6:05 pm

    KKKKKKKKKK , RI DE MAIS !
    Nossa eu atulaizei e apareceu esse post !
    Salvação da minah tarde ! KKKKK’

  9. 11 Sami 09/03/2011 às 6:35 pm

    MORRI COM AQUELA FOTO ADIOJDIO

  10. 12 Jeni 09/03/2011 às 6:41 pm

    IJLZSMMAKDMNKWQJNE almeida se fodendo since always

  11. 13 @KarenFreiberger 09/03/2011 às 6:56 pm

    “EU SEI ONDE EU MORO, EU LEVO VOCÊS LÁ, MINHA MÃE FEZ FRANGO COM MACARRÃO”. Porra almeida, eu ri muito com esse post, ficou bom mesmo, mas e agora o que será de vc sem o seu Riocard?

  12. 14 E.L.D 09/03/2011 às 7:04 pm

    Uma historinha dessas é um clássico de carnaval.

  13. 15 @ericaiscoollike 09/03/2011 às 7:19 pm

    AAAA que hilário UAHUAHAUAHUAHAUAHAUHAUAHAUAH

    se fosse ano passado, iria ter um remota – bem remota – chance de te encontrar no Bola Preta. Olha, tenho que admitir que nunca senti tanto medo na minha vida como no dia que me arrastaram pro Bola Preta, era muita gente bebada e tarada em um lugar só. Mas foi um carnaval legal, melhor do que o desse ano que eu fiquei aqui no sul mesmo, tomando remédio ((: olha que espirito carnavalesco.

  14. 16 Natália 09/03/2011 às 8:33 pm

    Acho válido você contar do Sargento Pimenta 😦 hauha

  15. 17 Natália 09/03/2011 às 8:34 pm

    e ah: O PAPAI CHEGOU AHHA

  16. 18 isabela 09/03/2011 às 8:38 pm

    HSUDAUDHSUDHU MUITO BOM

  17. 19 Kauane Mello 09/03/2011 às 9:38 pm

    De quem foi a ideia de ir num BLOCO DE CARNAVAL? dhfiuhedufsifds Carnaval é suicídio, meu querido Meids.

    Mas o post ficou ótimo! Dei boas risadas.

    Beijos :*

  18. 20 Fernanda 10/03/2011 às 12:00 am

    UAHAUAHAUAHAUAHAUA tu se fodeu, hein almeida. e eu to rindo aqui UAHAUAHAUAHUAUHAUA

  19. 21 Alex Hernandes Francisco 10/03/2011 às 12:05 am

    SHAUISAHSAHuhsauhshauihsui
    Parabéns ae Almemida
    Ri pra caçolas, hUSHAUHAHSHAHSAI

  20. 22 @r_isaa 10/03/2011 às 12:09 am

    kkk ai guilherme isso que da por seus pertences na cueca de gente bebada

  21. 23 Marcella 10/03/2011 às 12:25 am

    você se contradisse? seu celular não estava na cueca de raphael? como depois seu irmão ligou e você atendeu? hm TEM QUE REVER ISSO AI HEIN MANO

  22. 24 Ana Bárbara 10/03/2011 às 12:29 am

    “EU SEI ONDE EU MORO, EU LEVO VOCÊS LÁ, MINHA MÃE FEZ FRANGO COM MACARRÃO”
    HAHAHAHAHAHHAHAHA FRANGO COM MACARRÃO!
    Tô rindo muito ainda

  23. 25 Liaalves 10/03/2011 às 12:30 am

    Acho que foi o post mais engraçado que eu ja li aqui no blog +1 INCRIVEL MEIDS!

  24. 26 lorena 10/03/2011 às 12:34 am

    ri muiiiito ! queria ter tido um carnaval assim, juro!
    histórias pra contar… haha

  25. 27 Almeida 10/03/2011 às 2:23 am

    “Dei minha identidade e dinheiro pro Raphael colocar na carteira dele. ”

    o celular continuou comigo

  26. 28 @karollynelima 10/03/2011 às 2:43 am

    Desculpa mas eu preciso rir disso: UHASUHAUHSUHASUHUAH. Eu só não não rio mais porque normalmente eu sou a amiga bêbada XD

  27. 29 Nat 10/03/2011 às 2:58 am

    noss, não rio tanto com um post seu a tempos

  28. 30 @usernameidiota 10/03/2011 às 3:22 am

    Eu nunca ri tanto OKASKOOKASOKASOKAS
    E eu liguei a música e minha mãe perguntou porque eu tava ouvindo, então eu expliquei o começo da postagem e ela se interessou, li o resto para ela e ela riu demais.
    Ela adoro a postagem LSALPPLSPLASSA

    Ficou boa mesmo!

  29. 31 Carolina 10/03/2011 às 2:03 pm

    MAS E AI FICOU SEM O RIOCARD?????? que sad

  30. 32 Juu 10/03/2011 às 6:10 pm

    UANHSUASBNUSHAUSHUASHASU Cara morri aqui xD Sério, toda vez q eu leio esses posts eu fico com pena de você, só te acontece merda menino!
    Nhaaa eu queria ter ido no bola preta, mas eu fui num baile tosco com os meus amigos e depois fui leva-los bebados para suas casas…enfim foi um ótimo carnaval. 🙂

  31. 33 daniele 10/03/2011 às 7:09 pm

    você sempre tem história pra contar, né? ADUIHUEDHUEAD essa tipo de coisa só acontece com vc mesmo almeida!

  32. 34 Elena 11/03/2011 às 2:19 am

    como sempre, o Almeida nunca se fode o suficiente IAEHUIHEAIUEAHUIEAHEUIAH ri demaissss, só com vc mesmo!

  33. 35 Gi 11/03/2011 às 2:55 am

    Acho que foi o post mais engraçado que você já fez,aliás,as falas do teu amigo foram de rolar de rir. Muito bom!

  34. 36 Tali 12/03/2011 às 12:14 am

    Nossa, ri mtoo!
    Já faz um tempo que eu acompanho suas aventuras,
    e essa foi a campeã de risos, o pessoal aqui
    de casa chegou a perguntar se eu fiquei doida xD

  35. 37 Vitória 12/03/2011 às 2:10 am

    EU SOU UM ABACAXI, SOU SEU AMIGO E VOCE TEM QUE ME ENGOLIR

  36. 38 @leek4 12/03/2011 às 10:29 pm

    aaaaah, Meids.
    eu nunca gostei muito do carnaval,
    até que em 2008, acho, conheci o carnaval de rua em São Luiz do Paraitinga.
    Lá o carnaval é muito bom, a cidade lota, mas o pessoal é muito de boa.
    Fiquei com o celular no bolso no meio da multidão e ninguém o pegou, haha
    fica o convite pra que vc conheça o carnaval de São Luiz ano que vem (:

  37. 39 Sami 13/03/2011 às 12:12 am

    nossa sério, fico muito engraçado esse post OIJASIOAJIODJIDAJDAS
    volte a escrever com mais frequencia, tava com saudade de ler seus posts legais, mimi
    bessos

  38. 40 Mayra 13/03/2011 às 12:30 am

    Ri muito! Deve ter sido hilário conviver com o Raphael bêbado! Amigos bêbados são sempre bons de ter por perto, você tem como zoá-lo pelo resto da vida, meu caro.
    Quanto a festejar o carnaval? Grande decadência hein? Mas tudo bem… É “cultura” brasileira… Pelo menos tu não ficou bêbado também e sua virgindade anal ainda está intacta!
    Pense pelo lado bom: Agora tua foto da identidade vai ter um Almeida com cabelo novinho em folha e cara de hominho, supimpa, hein?
    Beijinhos!

  39. 41 Thaai 13/03/2011 às 7:48 pm

    “EU SEI ONDE EU MORO, EU LEVO VOCÊS LÁ, MINHA MÃE FEZ FRANGO COM MACARRÃO” KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK’ man naboa, coitado de você!! Numa hora dessas fico imaginando a tua cara e teu emputecimento. E outra, se fudeu :L OSIAOISAOISOAIS’ zoa.

  40. 42 yasmin 13/03/2011 às 11:28 pm

    IAUHEIUHAEIUAHEIUHAEIUAHEIUHAIUEHA um dos seus posts mais engraçados, pqp

  41. 43 fmattosa 14/03/2011 às 3:22 pm

    sendo estuprado por um negão flamenguista. << não gostí da brincadeira u-u

    almeida says: foda-se

    AHSHAHSHSAHSHASHSHSHHHSHS

  42. 44 fmattosa 14/03/2011 às 3:23 pm

    UH PAPAI CHEGOU ? AHSHAHSHSHSHS morri muito com essa Almeida.
    Tu só se fode ein, tava até sentindo falta das suas aventuras de sessão da tarde, K
    Hm, ê Almeidinha foi pra vários blocos, agora é um menino do carnaval (h) K

  43. 45 @lygialee14 26/03/2011 às 11:02 pm

    O negao flamenguista finalmente apareceu de novo o/ KK
    se ferrou cabuloso, heim meids? adogay *-*

  44. 46 Alex Gama 10/05/2011 às 5:25 pm

    Carnaval é horrível

  45. 47 @caarolets 07/06/2011 às 1:39 am

    “eu vou roubar 30 centavos e a gente corre até em casa, ta?”
    “caralho Raphael, cala a porra da boca”
    “SÉRIO CARA, me escuta, eu não tô bêbado, vou roubar esses 30 centavos do cara, fica aqui”
    “RAPHAEL SENTA ESSA TUA BUNDA PELANCUDA NA PORRA DA CADEIRA”
    “Não, meu velho, segue meus passos”

    Nisso o puto me agarrou, e começou a correr sem rumo, gritando “FOGE CARA ELE VAI SEGUIR A GENTE, FOGEEEEEEE” e eu “FOGE DE QUEM??? A GENTE NÃO FEZ NADA”

    SDJPKSDP´DSKFDSODS´MFKDFDOSKSADSDSOP´HDFOSFIUDS NUNCA RI TANTO, PUTA QUE PARIU, muito foda meids.

  46. 48 Paola 04/02/2012 às 4:48 pm

    Meu Deus, que loucura! hahahaha Ri muito!

  47. 49 carol 23/12/2012 às 9:42 pm

    almeida na decadência da idade woeiwoew, muito bom ^^

  48. 50 vite 25/04/2013 às 1:21 am

    Your means of describing all in this paragraph is actually nice, every one can simply be aware of
    it, Thanks a lot.

  49. 51 Janbryan 04/04/2014 às 11:53 am

    I have been waiting for this news for a few mnoths now, I need to know how my wife and I can get on your waiting list for one of these puppies?We recently met two of your cockapoos while visiting friends in Wellesley, MA. Both of the owners of these beautiful dogs had nothing but great things to say about you and their dogs.We feel that there is no other breeder, which we would be interested in aside from Town & Country Cockapoos. Please let us know how we can go about becoming as proud of an owner of one of your puppies as the fellow owners we have since met?Yours,Duncan


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Atualmente:

Música: Canção da Noite
Banda: Fresno
Livro: Sherlock Holmes
Série:
How I Met Your Mother

Destaques

Um rolê em Madureira: 918 e 919 nunca tiveram uma diferença tão grande na minha vida. Essa diferença somado com a insano desejo do destino de me foder, causou uma peripécia de tremer as cuecas.

Ensino Médio deturpando sonhos:

Apesar do Ensino Médio ser repleto de conhecimentos babacas os quais nunca terão a menor utilidade em nossas vidas, ele pode desmentir algumas informações as quais fizeram você acreditar ser verdade por toda sua vida.

Adão era digno de respeito: Além de não precisar usar cuecas e dar a primeira bimbada da história, Adão ainda não precisa viver momentos constrangedores pelo fato de existir outras pessoas no mundo. Porque falamos tanto de Jesus tendo um herói bíblico desses?



Para ler mais dos textos menos piores do blog, clique aqui.

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Gostou de um texto?

Mande para o Uêba

Ou pro LinkLog

Ou pro Ocioso.

  • 656,572 visitas

%d blogueiros gostam disto: