Nem sempre fui acolhido em São Paulo.

Outro dia eu tava pensando no tempo em que tive que morar no interior de São Paulo. Interiorano já tem tendência a ser um bicho meio grosso/fechado, com cariocas então, cujo parece que a maior parte dos brasileiros emana um ódio mortal, não seria diferente. E eu senti isso na pele. Morei em Jundiaí, e isso ocorreu há8/9 anos atrás. O “centro da cidade” era composto de duas ruas, e só tinha duas escolas – uma pública e uma particular. Eu morava no Chácara das Flores, que na época era o maior conjunto de prédios da região.

Tente se imaginar aos sete anos, época esta onde você só tinha duas professoras – uma pra matemática e a outra pra estudos sociais/português.

Imaginou?

Imagina logo, porra.

Então. Agora que você já imaginou, imagine essas duas professoras te odiando. Odiando mesmo, declaradamente. Tão absurdo a ponto de dizer para você e toda a turma, em alto e bom som, que te odeia e que no ponto de vista delas você é a verdadeira reencarnação do capeta – pra uma escola católica isso não é uma coisa boa. Se você estuda numa escola ocultista, imagine-a te chamando de Maria Madalena.

Agora imagine você, no auge dos seus sete anos num prédio onde TODOS, menos o teu vizinho de porta – o qual mais tarde eu fiquei sabendo que também não ia muito com minha cara no início – e uma moça gorda do terceiro bloco te odeiam. Isso resultará em mais merda do que nos anos em que tu começa a criar hormônios.

Talvez por causa disso que essa foi a época que eu mais fiz merda na minha vida. Levava a culpa de besteiras que eu não havia feito, então, decidi começar a fazê-las de verdade. Na minha primeira semana de aula na escola, já tinha dois bilhetes na agenda pra minha mãe assinar. Eu ainda nem tinha uma agenda, e já tinha duas anotações na agenda! Porra!

Não imaginou? Puta merda…

Já imaginando que você não fosse imaginar, imaginei esse post. Vou contar detalhadamente uma das merdas que eu fiz nessa época.

Preciso nem dizer que eu me fodo no fim, né?

Velho assassino

Todo prédio/vila/quarteirão/rua/cu de mundo tem um velho extremamente mal-encarado. Devido à falta de simpatia emitida por tal senil, gera-se milhares de histórias sobre essa pessoa, cada uma mais descaradamente fantasiada que a outra.

Como já foi dito várias vezes, Pequeno Almeida sempre foi uma criança madura para sua idade. No entanto, maduro não é sinônimo de sã. Enquanto os pivetinhos criavam todos os tipos de anedotas sobre o pobre velho, Pequeno Almeida ria da cara deles na maior cara-de-pau possível e se propunha às mais absurdas aventuras que pudesse imaginar.

Até que certo dia os caras extrapolaram quando disseram que o velho havia puxado uma faca e corrido atrás do Gustavo – que por acaso era um gordo folgado demais, antes a história tivesse se concretizado e o velho enfiado umas facadas no seu obscuro furico – na tentativa de torná-lo presunto.

Eu, aventureiro que sempre fui, cheguei perto do velho – que se encontrava tirando as compras do carro – e bem simpaticamente falei “QUALÉ VELHINHO, tudo bom?”, como o Pernalonga bem me ensinou.

Não devia tê-lo feito.

O olhar que o homem lançou sobre mim fez com que eu acreditasse na veradicidade de todas as anedotas que haviam me contado sobre ele, e começasse a achar que ele iria puxar um sabre de aço e me circuncisar do modo mais tribal que sua mente conseguisse imaginar.

No mesmo instante, ele soltou as compras, se virou para mim e fez um olhar tão malígno do mal maléfico que faria até mesmo Chuck Norris dar duas piscadas – uma no olho esquerdo e outra no direito – antes do Roundhouse Kick.

Como numa cena cinematográfica, olhei pra trás e descobri que todos os paulistas viadinhos que deveriam me dar cobertura saíram correndo mais rápido do que caganeira depois de almoçar na casa da tia-avó Josefa. Voltei os olhos pro velho e foi como se um coro grecoriano soprasse melodias dramáticas ao pé do ouvido. Do modo mais homosexual e afeminado que conseguiria ser, fui atrás dos moleques, tentando tomar o máximo de distância possível do velho e seus olhos de águia. Este por sua vez, voltou com as compras.

Só paramos de correr quando chegamos no quarto andar – de escada – do terceiro bloco, sendo que o velho morava no primeiro. PRIMEIRO. Ficamos durante duas horas lá escondidos, de tocaia, esperando o fogo abaixar e a certeza de que o velho não estaria lá quando voltássemos.

E, como nos filmes, depois da ação, tem a consequência. Diferente dos filmes, comigo a consequência SEMPRE é ruim.

Por meios até então desconhecidos, minha mãe ficou sabendo da história e me deu um bronca daquelas que se me contassem eu não acreditaria, já que aquela história da faca REALMENTE era verdade. O coroa já havia sido preso, tido queixas na polícia e tudo o mais.

No castigo, enquanto olhava para a parede, fiquei imaginando:

1º- Quem foi o filho da puta que contou pra ela dessa minha aventura?

– Puta que pariu, eu chamei um esfaqueador de criancinhas sedento por sangue de velhinho. E ELE MORA NO MESMO PRÉDIO QUE EU.

3º- Como seria Gustavo se o velhinho o tivesse esfaqueado? Garanto que ele não tiraria onda por ser mais gordinho que eu, o que, convenhamos, nunca foi muito difícil…

Hoje em dia as coisas mudaram um pouco, né?

Anúncios

61 Responses to “Nem sempre fui acolhido em São Paulo.”


  1. 1 raay.anna 30/06/2010 às 12:06 am

    almeida <3' eu te amo. nada a ver com o post, mas…

  2. 3 JUUULINHA 30/06/2010 às 12:09 am

    first? vou ler agora .-.

  3. 4 @Grasiie 30/06/2010 às 12:13 am

    almeida quase morreu cara, imagina se tu não corresse rápido? poderia acontecer de o cara mostrar uma faca pra ti tbm KAPSOAKEAP

  4. 5 kamyla 30/06/2010 às 12:14 am

    legal , haha

  5. 6 JUUULINHA 30/06/2010 às 12:14 am

    AAAAAAALMEIDA EU TE AMO +1
    brinqs.
    Nem fui fisrt 😦

  6. 7 biancadenser 30/06/2010 às 12:14 am

    kkkkkkkkk’ é impressionante, voce sempre se fode

  7. 8 Sabriina 30/06/2010 às 12:14 am

    sahuhsuhsauhas’ eu amo as aventuras do Almeida ;D Q

  8. 9 cássia 30/06/2010 às 12:16 am

    nao sei pq, mas sinto um deja-vu ao ler esse post HSUHAUHSUHAUS
    safado

  9. 10 @Elisa_oiq 30/06/2010 às 12:18 am

    Você já contou essa história 😡
    Tá, eu sou chata, nunca comento e quando comento falo merda!

  10. 11 hana 30/06/2010 às 12:18 am

    hahaha, tem que ter um .. ‘Hoje em dia as coisas mudaram um pouco, né?’

  11. 12 hana 30/06/2010 às 12:19 am

    mas enfim, já tinha lido isso, há um tempinho… haha

  12. 13 Clara 30/06/2010 às 12:19 am

    Nossa q tenso almeida shauhsau no meu antigo predio tambem ja conteceu coisa parecida kk

  13. 14 @DyegoAlcantara 30/06/2010 às 12:20 am

    Imagiina Porra! kkkkkkkkkkkk

  14. 15 dri raawr 30/06/2010 às 12:21 am

    tu só se fode HAUAHUAHUAHUAHAUH mas hoje tá aí, pagando de famoso 😀 rs
    (L)

  15. 16 cyntia 30/06/2010 às 12:22 am

    Divo *————-* ha te amo rs ta no topo

  16. 17 Bee 30/06/2010 às 12:25 am

    VÉI , eu estava imaginando que no final o velhinho seria ismpatico e te ofereceria biscoitos D:

    foda allmeids ❤

  17. 18 Carol. 30/06/2010 às 12:26 am

    KKKKKKKKKKKKK
    seu espírito aventureiro/dangerous/futura vítima do velho, me contagiou HAHA

  18. 19 Camis 30/06/2010 às 12:48 am

    OLHA A FACA n KKKKKKKKKKK adorei, meids. xx

  19. 20 @rachelsousab 30/06/2010 às 1:07 am

    você já postou essa aventura hm. enfim almeids, adoro quando você se fode ❤

  20. 21 Be Medeiros 30/06/2010 às 1:18 am

    Dá pra perceber o quanto as pessoas te amavam em São Paulo. Só quero saber, como o velhinho não te esfaqueou depois disso tudo?

  21. 22 Brenda 30/06/2010 às 1:31 am

    Esqueci de falar, o blog tá demais cara.

  22. 23 marih 30/06/2010 às 1:38 am

    é, o velhinho não gostava de cenouras!
    imagina, se o velhinho te furasse o bucho…
    MELDEUS o q seria de mim sem o almeidoim?
    haha mtmt bom!

  23. 24 caahpoynteraq 30/06/2010 às 2:42 am

    aii dels.. Almeida e suas aventuras *-*’ Cara vcê podia ter morrido D: seu desafiador de velhinhos assassinos HAHAHHAHA’
    <333'

  24. 25 Luísa 30/06/2010 às 9:53 am

    Não é querer dizer nada, mas ali atras ó parece o velho da faca

  25. 26 Fhá 30/06/2010 às 1:15 pm

    ISUHDIUAHSDIUSHDIUASHDISUDHSUS’
    EURIDEMAIS -QQQQ

  26. 27 @leeeh_0 30/06/2010 às 5:04 pm

    nao sei pq, mas sinto um deja-vu ao ler esse post HSUHAUHSUHAUS
    safado AUSHDUASHDUASUA mais esse é um dos meus favoritos *o*

  27. 28 Peh 30/06/2010 às 5:53 pm

    “QUALÉ VELHINHO, tudo bom?”. huaua
    O Pernalonga ensinou perfeitamente a todos nós. 🙂

  28. 29 isabela 30/06/2010 às 6:11 pm

    eu moro em jundiai e hoje em dia e bem melhor aqui ok? tem tipo umA 20 ESCOLAS cara. rs;

  29. 30 Tainá 30/06/2010 às 7:04 pm

    Orr, eu demoro pra vir aqui, ao ponto que quando vir já ter 3 postos novos, mas melhor tarde do que nunca ok? ;-;
    Te amo do tamanho de uma formiga magra.
    Agora eu vou lêr, rs. q

  30. 31 Tainá 30/06/2010 às 7:05 pm

    postos, ahan, senta lá. -n
    posts.
    dorgas.

  31. 32 carool 30/06/2010 às 10:29 pm

    ai to rindo muito aqui, coloquei minha cadelinha na frente do pc com esse gato ( tenso ), ela fico tipo hipnotizada, foi tenso, é. -qs
    aqui no meu prédio, era a gorda do 3 andar, medo/

  32. 33 helena j. 01/07/2010 às 12:28 am

    realmente, detesto morar em Jundiaí; nosso shopping (mais conhecido como ponto turístico) tem no máximo três andares, e a loja mais movimentada é a ‘Lojas Americanas’ . e sim, Almeida só se lasca UHEUHEUEHUEHEUHEUH k

  33. 34 Nath 01/07/2010 às 1:18 pm

    Ah meids… Deve ter sido traumatizante… No auge dos sete aninhos toda criança acredita ter razão sobre tudo e todos, ow, coitadinho do Almeida… KKK

  34. 35 Karen Freiberger 01/07/2010 às 3:23 pm

    é um blog de sucesso muda tudo! caramba um assasino saguinário no seu prédio, TENSO… MUITO TENSO

  35. 36 Juliana 01/07/2010 às 6:57 pm

    KKKKKKKK eu moro em Jundiaí, Meida. Conheço muitos velhos desse tipo, é de assustar.

  36. 37 laura 01/07/2010 às 10:42 pm

    tenso :s

  37. 38 ligia 01/07/2010 às 10:50 pm

    oi eu sou o almeida e tenho fãs

  38. 39 mari 02/07/2010 às 12:59 am

    e imprecinane como v sempre se fode em!!
    HAHA
    zoa
    TE AMO VIU ❤

  39. 40 @erica_colombo 02/07/2010 às 6:34 pm

    almeida era um delinquentezinho haha

  40. 41 fmattosa 02/07/2010 às 11:23 pm

    [AAAAAA] morri de ri! Tava um tempo sem ler, senti falta s2 almeida sempre se fod

  41. 42 @luisadoamaral 03/07/2010 às 12:59 am

    Realmente, Almeida, hoje em dia você é uma estrela *o*

    Mas me conta, essa é da época em que você usava aqueles óculo com lentes refletoras? HSAHSUOAHSOAS’

    Todo mundo caminha pela merda antes de achar o pote de ouro, soo…’ =B’

  42. 43 Domitila 03/07/2010 às 1:56 am

    tem um velhinho desses aqui no meu prédio…
    só que ele esfaqueou de verdade o porteiro .-.

  43. 44 Ingriid 03/07/2010 às 4:33 pm

    Guilherme Almeida, nada disso teria acontecido se tu morasse na minha cidade, e comigo. han!
    Lógico que antes de conhecer a Agatha todo respeito a ela.

  44. 45 Jimmy Dogger 04/07/2010 às 2:15 am

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK’ rashei isopores, fala sério como vc consegue se meter em tanta treta?! Nossa, chorei xD

  45. 46 @_heylivia 05/07/2010 às 12:38 am

    NOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOSSA, HASIUDHAISUDHAISUHDAIUSHDIAUSHDASHDUIASHDU que medo desse velho D: mas você sobreviveu, almeida, e agora, como se pode ver, é amado por muitas u_u
    mas uma coisa não muda: VOCÊ SEMPRE SE FERRA :/ ASHDIUAHDIUHASUD

    beijos beijos (L)

  46. 47 Nati 05/07/2010 às 9:33 pm

    adoro o jeito que você escreve e o final foi o mais divertido haha. colocar o almeidoim no buraco do almeidoim, antes que a faca faça o serviço ._.

  47. 48 @nathi_san 05/07/2010 às 9:48 pm

    tive um ataque de risos imaginando a cara do velhinho -q
    nem se achou nesse finzinho do post né, meidinha

  48. 49 @notnotemy 06/07/2010 às 4:09 pm

    NUÇHBUJVNÇJGBNRFGIUHUFNFZDFUHFBXÓXJCH’ eu rolei rachei e capotei de rir, enfim .
    bom na minha rua/viela/vila/cu de mundo não tem nenhum velho mal encarado, acho que a criatura mais assustadora que vive lá sou eu, trite mas é verdade ;}
    enfim, eu ri muito, lembrei de muitas historias da minha infancia e eu tb já fui odiada pela professora de portugues que me chamou de delinquente e má companhia, sendo que nessa epoca eu ainda nem ocnhecia as dorgas CMDKJIOFHSBFUISDHIDUFGBD’
    enfim, é só isso bgsmil ;*

  49. 50 Ge 06/07/2010 às 9:00 pm

    Meu deus almeidaa n quero te perder!!muito menos para um velhinho sanguinarioo!!quem vai twitar coisinhas engraçadas no twitter, quem vai postar as historias mais loucas no blog o mundo esta perdido sem voce!!

  50. 51 Ge 06/07/2010 às 9:03 pm

    Axo q foi o Gustavo q contou so pra fude vc!!obs: nao vou com a cara de gustavos!

  51. 52 anaaa b 07/07/2010 às 5:35 am

    omg 😮 AUHAUHAUHAUHAUH Q
    e como foi encarar o velinho depois ? qq

    QUE TENSÃO ALMEIDA , MEODEOS 😮

  52. 53 thousandideas 08/07/2010 às 7:26 pm

    uaehaehuaeheauheauhae
    por isso que nunca falei com ninguém,
    só com quem falava comigo *o* aueheauhaeuaheaeh

  53. 54 Vicks 23/07/2010 às 12:15 am

    eu que MORRO em São Paulo não sou acolhida em São Paulo. mais eu sou assim porque eu não saio ,uito de casa, morro a tres anos nessa casa e não sei o nome do meuvizinho

  54. 55 carol velasco 27/07/2010 às 9:53 am

    se liga irmão, no final quem saiu ganhando né ? sabe que deu até emoção ? kkk juro. tips, vs no fundo n se fudeu, ganhou foi uma historia mega hiper motherfoker fuker engraçada pra contar pra gente *-* bjs

  55. 56 @liliioiq 29/07/2010 às 12:53 am

    Pernalonga e seus legados -n
    SHUSHSUSHUSH concordo , Sp é tenso quando se é novo, quando sheguei foi quase isso ,mas sem velhinhos assassinos que usam facas u_u
    Juro que ja vi um garoto identico a ti aqui G_G’

  56. 57 Arantxa 29/07/2010 às 4:52 am

    haha, o final foi o melhor!!

  57. 58 Vitoria 30/07/2010 às 9:06 pm

    Juro que queria ter ido no meeting ): Whatever
    @vitoriadg

  58. 59 Tati. 18/09/2010 às 8:55 pm

    cara, o Almeida é muito foda. q

  59. 60 Mel Spoerer 24/03/2011 às 2:22 am

    This is great..thanks forposting!


  1. 1 fui » Twitter Trends Trackback em 30/06/2010 às 7:27 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Atualmente:

Música: Canção da Noite
Banda: Fresno
Livro: Sherlock Holmes
Série:
How I Met Your Mother

Destaques

Um rolê em Madureira: 918 e 919 nunca tiveram uma diferença tão grande na minha vida. Essa diferença somado com a insano desejo do destino de me foder, causou uma peripécia de tremer as cuecas.

Ensino Médio deturpando sonhos:

Apesar do Ensino Médio ser repleto de conhecimentos babacas os quais nunca terão a menor utilidade em nossas vidas, ele pode desmentir algumas informações as quais fizeram você acreditar ser verdade por toda sua vida.

Adão era digno de respeito: Além de não precisar usar cuecas e dar a primeira bimbada da história, Adão ainda não precisa viver momentos constrangedores pelo fato de existir outras pessoas no mundo. Porque falamos tanto de Jesus tendo um herói bíblico desses?



Para ler mais dos textos menos piores do blog, clique aqui.

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Gostou de um texto?

Mande para o Uêba

Ou pro LinkLog

Ou pro Ocioso.

  • 652,756 visitas

%d blogueiros gostam disto: