Du futuru, véi. – parte 2

Puta que pariu, finalmente tive um tempinho pra atualizar essa joça! A matéria no curso de inglês tá super atrasada, dai a diretoria tá marcando uma PORRADA de aulas extras, que me prende tardes inteiras. Pra melhorar o bagaço, estou em meio à semana de provas na escola, que são acompanhadas com a semana de trabalhos – cada matéria tem que ter um trabalho. Eu tenho 16 matérias, faz as contas aê.

Devido ao fato das palestras terem ocorrido há exata uma semana atrás, eu já não lembro de porra nenhuma. Então esse post vai ser pequeno, fazendo somente um breve resumo:

Segundo dia: A primeira palestra eu não lembro sobre o que falava. Nem a segunda. Tão pouco a terceira. Acho que essa semana não influenciou tanto assim no meu futuro, veja bem.

Pois lá me chega uma loira FENOMENAL e uma morena TÃO OU MAIS FENOMENAL QUANTO. Eu, como prefiro morenas, achei a segunda mina melhor. Mas Nandão – o qual não troca palavras comigo há uma semana e não fez a menor falta – pulava da cadeira ao ver a loira. O site do meu colégio, se mostrando cada dia mais inútel, não tem nenhuma foto nem vestígio algum sobre essa semana. Mas fotos das crianças da 4ª série fazendo vulcões de papel tem aos montes. Vá se foder, preferência pelos fofinhos, né?

Pois bem. Depois de algumas palestras chatas e escrotas me sobe duas mulheres anormalmente gostosas.

“Ah, bla blá blá, sou gostosa, prestem atenção nos meus seios e não no que eu estou falando, blá blá blá eu danço no domingão do faustão”; foi a única coisa que eu consegui entender. A mina tinha que falar sobre a carreira dela, mas a única coisa que ela sabia falar era da VIDA dela. Desde quando eu me interesso pelo fato dela ter nascido no interior do Rio de Janeiro, ter se mudado pra São Paulo, se mudado pro Rio de novo e depois pra São Paulo outra vez? O QUE isso faria de diferença na minha vida caso eu fosse dançar o Lago dos Cisnes?

Nisso chega o Paulão.

“Senhoritas, eu fazia aula de dança. Será que eu poderia ter a honra de dançar com você?” CARALHO, ia ser tão lindo se ela dissesse “não”, mas ela aceitou. Nisso Paulão vai em direção às fêmeas e simplesmente encarna o Zac Efron de cabelo duro!

Puta que pariu, ficamos de boca aberta. Como se não fosse o bastante o moleque dançar para caralho, ela ainda tirou mó casquinha do corpasso das meninas. Depois ele voltou pro lugar dele, elas subiram no palco e fizeram uma coreografia escrotinha lá powered by domingão do faustão. Namoral, cês já viram aquela porra? Dá pena.

Mas elas pulavam… e os seios iam junto.

Depois elas infelizmente 😦 foram embora e deram lugar a um professor de teatro que teve como única e principal intenção fazer propaganda do grupo de teatro da escola que custa nada mais, nada menos que 50 REAIS por QUATRO aulas por mês. Mas a palestra dele foi inspiradora. Se eu cagasse dinheiro, com certeza eu faria parte do grupo de teatro.

E agora, meus amigos, eu lhes juro que não lembro de mais absolutamente nada. É o que a maconha faz com um ser humano, primeiro você namora uma crente, depois você cria um blog e por fim perde a memória.

É.

É foda.

Mas do que ocorreu quarta feira eu lembro! Foi um dia de MUITAS emoções.

Logo às 7:00 fico sabendo que nossa colega de classe Anna fora brutal E fatalmente atropelada na porta do colégio. Um carro que se encontrava a – pasmem – 20km/h encostou nela, o que a fez cair no chão, ABRIR BRUTALMENTE A CABEÇA e derrubar RIOS DE SANGUE. Ela foi imediatamente transportada para o hospital e está inconsciente até hoje.

Que deus a tenha.

Já no terceiro tempo, somos agraciados com a nossa cara coordenadora pedagógica Isabel, que vem a nosso encontro único e exclusivamente para puxar nosso saco. Diz que nossa postura foi exemplar, que fomos dignos de parabéns e que ano que vem ela vai fazer muito mais palestras graças a nós.

Brimqs, eu adoro a Isabel.

Como se a puxassão de saco dela já não fosse o bastante, no quinto – quinto? sexto? sei lá – tempo, a vovó Helena – ex professora de química que tem aproximadamente 3 séculos de vida – vai a nosso encontro dizer que após ter comentado com sua equipe que a minha turma era uma turma exemplar, e sua equipe ter comentado com outros professores, que por sua vez comentaram com os coordenadores e por sua vez comentaram com a diretora, nós fomos eleitos a melhor turma do Ensino Médio.

Por isso nós ganhamos bombons e canetas da escola.

Caralho, eu amo essa escola.

Mentira, só to dizendo isso por que ganhei bombom.

Anúncios

12 Responses to “Du futuru, véi. – parte 2”


  1. 1 ρedro, 23/05/2009 às 1:11 am

    FFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU
    EU NÃO GANHEI BOM BOM >:@@@@@@@@@@

  2. 2 ?edro, 23/05/2009 às 1:11 am

    FFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU
    EU NÃO GANHEI BOM BOM >:@@@@@@@@@@

  3. 3 Arcticus 23/05/2009 às 1:12 am

    A menina voou com um carro a 20km/h? ela é de papel? O_O

  4. 4 Almeida 23/05/2009 às 1:14 am

    @Arcticus

    dude, física é para fracos. A menina está estrepada numa cama, tendo que segurar o olho esquerdo com a mão, se não ele cai. E essa é a verdade.

  5. 6 Raquel 23/05/2009 às 8:14 pm

    E eu agora estou me sentindo BRUTALMENTE culpada por ter rido do acidente da Anna. X.x’
    Vc vai sem escalas pro inferno hehe

  6. 7 AgaGê 25/05/2009 às 7:53 pm

    Só não me senti malpela mina porque eu ria das videocassetadas =D.

  7. 8 jess 26/05/2009 às 5:49 pm

    eu nao tinha visto isso , olha ! q

    a minha turma sempre é a pior.

  8. 9 Higor 27/05/2009 às 10:03 pm

    A minha turma se encontra em situação completamente oposta à sua ;]

  9. 10 Bruna Dantas 26/07/2009 às 4:54 am

    Também quero isso. ):

    E o curso de teatro é 70 reais, hein.

  10. 11 @nessaahschulz 30/07/2010 às 4:16 am

    Minha vida toda sempre estudei na pior turma. Até a Segunda série achava que era mentira da professora, mas hoje eu sei que nunca foi D:

  11. 12 sous 25/04/2013 às 1:23 am

    excellent post, very informative. I ponder why the opposite specialists of this sector
    do not realize this. You should continue your writing.

    I am sure, you’ve a great readers’ base already!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Atualmente:

Música: Canção da Noite
Banda: Fresno
Livro: Sherlock Holmes
Série:
How I Met Your Mother

Destaques

Um rolê em Madureira: 918 e 919 nunca tiveram uma diferença tão grande na minha vida. Essa diferença somado com a insano desejo do destino de me foder, causou uma peripécia de tremer as cuecas.

Ensino Médio deturpando sonhos:

Apesar do Ensino Médio ser repleto de conhecimentos babacas os quais nunca terão a menor utilidade em nossas vidas, ele pode desmentir algumas informações as quais fizeram você acreditar ser verdade por toda sua vida.

Adão era digno de respeito: Além de não precisar usar cuecas e dar a primeira bimbada da história, Adão ainda não precisa viver momentos constrangedores pelo fato de existir outras pessoas no mundo. Porque falamos tanto de Jesus tendo um herói bíblico desses?



Para ler mais dos textos menos piores do blog, clique aqui.

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Gostou de um texto?

Mande para o Uêba

Ou pro LinkLog

Ou pro Ocioso.

  • 654,578 visitas

%d blogueiros gostam disto: