Du futuru, véi.

Essa semana teve uma porrada de palestras sobre faculdades lá na escola. Sabe como é, Ensino Médio tá chegando e, assim como eu, muitos lá não sabem nem o que vão fazer no dia seguinte, quem dirá como carreira. A “semana de educação profissional” ou alguma porra dessas começou quarta feira e terminou na sexta, e falou sobre coisas desde dança até direito.

Primeiro Dia: A diretora da escola, como de costume, altamente egocêntrica, chamou para palestrar quatro ex-alunos da escola. A parada é que os caras eram alunos até ano passado. Então o que meia dúzia de punheteiro que mal entrou no PRIMEIRO PERÍODO da faculdade pode falar sobre aquela carreira? Ele não deve nem saber as matérias que vai cursar. Anyway, lá vai o primeiro cara.

“Eu estou aqui hoje pra falar de uma matéria muito importante, a qual eu estou cursando numa faculdade pública. Eu consegui passar pra ela graças à base que essa escola me deu. Mas não só por ela. Por esforço. Eu estudei muito, eu corri atrás. Não é forte aquele que nunca cai, mas sim aquele que cai e se levanta. *Outros clichês altamente … clichês*; E é graças a ESSA escola e a todo o meu esforço que hoje, aos 20 anos, eu sou aluno de EDUCAÇÃO FÍSICA.”

Nisso ele pegou um papel que ele tinha guardado no bolso e começou a ler frases clichês, como “o esforço é a chave pro sucesso” e “eu não comia ninguém na adolescência”. Todo mundo bate palmas, ele se senta e sobe o gordinho. Ah, o gordinho.

Tá ligado aqueles viados escrachados que falam com o nariz entupido, colocam a mão na cintura, seguram o microfone pelo rabinho e bate com ele no ombro? Tipo como eu vou ilustrar nesse desenho by me feito no paint:

A diferença é que ele tinha os dois braços, pernas e o microfone não parecia um pinto.

“Olha, eu acho que a faculdade é um lugar único e exclusivo para estudo, mas ainda assim há muitas pessoas que usam drogas. Se você não está acostumado a ver gente usando drogas, é bom se acostumar, pois lá se usa em todos os lugares”

Nisso todos nós olhamos para a Isabel, coordenadora da semana e tal. A cara de moça tava… medonha.

“E eu também acho que o vestibular é uma coisa sem a menor importância”.

Nessa hora a Isabel começou a se movimentar o máximo possível pra tirar o menino dali. Tava na cara que ele passou a vida inteira odiando a escola e queria dar o troco agora.

“Por que eu conheço uma menina que passou em 4º lugar no vestibular e, me desculpe, mas o trabalho dela é uma POR-CA-RI-A.” Nisso começou os cochichos. Tava na cara que a mina foi melhor no trabalho do que ele. O ensino médio inteiro zuando a bichinha lá na frente, até que ele bate o microfone no ombro, poe a mão na cintura, bate o pé e fala:

“Zenty, fiquem quietinhos que eu estou perdendo uma aula de GREGO pra estar aqui. Vocês sabem como grego é difícil? É um alfabeto todo diferente.

E sabe de mais uma coisa que tem na faculdade? Grêmios.

Eu, pessoalmente, acho que os grêmios são as coisas mais ridículas que existem numa faculdade! Por que se você for parar pra ver, as pessoas que estão no grêmio repetiram o ano no mínimo 3 vezes! Eles prestam mais atenção no grêmio do que na escola.”

Nisso uma voz no fim da sala: “aposto que tu tentou entrar no grêmio e não passou”.

Aí não prestou. O povo falou tanto, mas TANTO que ele entregou o microfone pro outro palestrante, virou as costas e sentou no banquinho dele. Só alguns minutos depois eu fui descobrir uma coisa que COMPROVAVA o fato dele ser gay. Fazia letras. Hahaha, acho que pior do que fazer letras só ser corno e crente mesmo. Mas eu ainda preferia um amigo que faz letras a um amigo Stronda.

Dai veio um tal de Thiago. O cara era maneiro, amigo da Lalinha. A Lalinha lê o blog. Oi, Lalinha. Tá fazendo Medicina. Caralho! Ele tá fazendo medicina, o curso mais concorrido do Brasil e muito possivelmente do mundo e…

Ele paga 2.500 reais por mês pra fazer medicina. Ele não passou em nenhum dos QUATRO vestibulares que ele prestou.

Acho que a Isabel se arrependeu de ter convidado esses caras pra dar palestra.

Enfim, ele falou lá sobre a vida dele, sobre a medicina, sobre coisas do tipo. A palestra dele foi a maior, a mais descontraída e legal. Ele poderia até ter um blog, por que ele é engraçado e sabe narrar os acontecimentos de modo conciso e hermético.

Quando ele entrega o microfone pra menina que tinha lá, estraga tudo. Sabe aquelas nerds que sentam na frente da sala, são puxa-saco dos professores e humilham até o mais esperto com as notas? Era ela.

“Eu devo dizer que eu passei por uma experiência de grande abalo emocional no terceiro ano e eu, que nunca havia ficado em recuperação em matéria NENHUMA fiquei, pela primeira vez, em algumas. Consegui passar. Já um pouco melhor, estudei um pouquinho para o vestibular e fiquei em quarto lugar. Coisa boba. Eu poderia ter ficado em primeiro facilmente se tivesse estudado direito. Mas eu não consegui, então, deixa pra lá, né. E eu só queria deixar bem claro que, sem desrespeitar o nosso amigo aqui, mas faculdade particular é furada. Formam profissionais muito menos competentes que as públicas e a maioria não consegue emprego decente. Quando consegue, é pra ser empregado de um aluno público.”

AAH, RAPAZ! A BOMBA FOI PLANTADA.

Começou a treta.

Mas esse post tá chato. Partemos pra parte legal.

O último convidado do dia foi o Fabio Porchat, aquele comediante que faz o Comédia em Pé, Zorra Total e o caralho a quatro. Meu deus, eu acho que esqueceram de avisar pra ele que aquilo é uma escola católica.

“Ah, eu tava fazendo administração e quando olhei pro quadro e percebi que nao entendia nada, eu falei FODA-SE e me mudei pro Rio de Janeiro. Dai eu fui contar pros meus pais que queria fazer teatro e falei

– Pai, eu quero fazer teatro.

– Claro, e depois virar viado.”

Ficamos até com medo de rir. ELE FALOU UM PALAVRÃO, CARA! Um não! MUITOS palavrões.

Se quiser rir também, taê:

(to be continued…)

Anúncios

10 Responses to “Du futuru, véi.”


  1. 1 bia klimeck 15/05/2009 às 11:30 pm

    AH ALMEIDA EU MORRO DE RIR COM VOCÊ. HAHAHAHHAHA

  2. 2 Li 15/05/2009 às 11:36 pm

    auhsuahsuahsuhashasa isso foi vdd mesmo??xD imagina isso na minha escola ia ser oteeemo (Y)
    vestibular, por isso q o brasil nao vai pra frente, coisa mais inutil q ja inventaram e agr com o sistema de cotas, avacalhou geraaal!
    desenha melhor q eu no paint lol e eu nao sei o q é stronda,sou burra D:
    enfim adoro o blog 😀

  3. 3 jess 16/05/2009 às 12:33 am

    Sabe como é, Ensino Médio tá chegando e, assim como eu, muitos lá não sabem nem o que vão fazer no dia seguinte, quem dirá como carreira

    cara, você não ta no primeiro ano ? Oo. já é ensino médio, desculpa informar e

    letras é meu sonho de consumo ;

  4. 4 hericky 16/05/2009 às 2:39 am

    HAEIUAEHAEUIHAEIUEAIUAHIEAEIU……
    ehem, o ke eu ia comentar mesmo?

    ah é. TODA palestra em TODA escola de TODO o mundo acaba em FAIL. pro bem, ou pro mal.

  5. 5 Higor 16/05/2009 às 4:06 pm

    kkkkkkkkkkkk
    Ri demais. Imagino a cara do Gordinho…

  6. 6 dr34dful 18/05/2009 às 12:59 pm

    Adorei seu blog, passa no meu!
    Bjosmelinka.

    (Mentira, nem tenho blog, mas ri muito com seu post, parabéns.)
    (Sim, eu sempre explico a piada pra tirar a graça, depois fico rindo internamente imaginando a cara de decepção da pessoa.)

  7. 7 AgaGê 18/05/2009 às 8:27 pm

    meu sonho é ter uma palestra animada.
    as daki do colégio sempre são muito chatas.
    prefiro burla-las e ir jogar tenis de mesa…

  8. 8 geovanna 18/05/2009 às 9:25 pm

    kkkk HG… vc esta certissimoo.. kkkk meu sonhoo é o msm do seu.. kkkkk o post tah muitoo massaa.. kk

  9. 9 Bruna Dantas 25/07/2009 às 4:48 am

    Fabio Porchat. *——-*

    Morri de rir com esse post, ok. 😀
    E você nunca continuou né. ;;

  10. 10 pumpmagic 11/08/2009 às 5:29 am

    A parada de letras tá confirmada. Meu amigo dá mó pinta e quer fazer letras HAHAHAHAHAHAHA.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Atualmente:

Música: Canção da Noite
Banda: Fresno
Livro: Sherlock Holmes
Série:
How I Met Your Mother

Destaques

Um rolê em Madureira: 918 e 919 nunca tiveram uma diferença tão grande na minha vida. Essa diferença somado com a insano desejo do destino de me foder, causou uma peripécia de tremer as cuecas.

Ensino Médio deturpando sonhos:

Apesar do Ensino Médio ser repleto de conhecimentos babacas os quais nunca terão a menor utilidade em nossas vidas, ele pode desmentir algumas informações as quais fizeram você acreditar ser verdade por toda sua vida.

Adão era digno de respeito: Além de não precisar usar cuecas e dar a primeira bimbada da história, Adão ainda não precisa viver momentos constrangedores pelo fato de existir outras pessoas no mundo. Porque falamos tanto de Jesus tendo um herói bíblico desses?



Para ler mais dos textos menos piores do blog, clique aqui.

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Gostou de um texto?

Mande para o Uêba

Ou pro LinkLog

Ou pro Ocioso.

  • 655,257 visitas

%d blogueiros gostam disto: