Maraviwonderful, de fato.

Vocês já pararam pra pensar que todos os pseudo-cult desse ovo azul o qual vivemos tem orgasmos só de se imaginar fazendo intercâmbio ou morando estavelmente na Inglaterra ou na França? São os países que atraem mais turistas, atrás dos EUA, claro, e seguido do Vaticano, de Roma e, é claro, de qualquer país terminado em “Istão”, afinal, paquistanenses passam apenas alguns poucos meses em seu país de origem antes de morrerem dragicamente enquanto dão os primeiros passos, pisando, consequentemente, em sua primeira mina terrestre e vuando como bosta jogada pela janela do oitavo andar.

– Vamos jogar bola com a cabeça do Ishmalad?
– Vamos siim! Opa, o chão fez um barulhinho e…

Assim como esses pseudo-cult, eu também tenho orgasmos só em me imaginar entrando num avião e chutando a minha própria bunda fora desse país em direção ao tão bom, frio e estimado Canadá. Mas eu sou REALMENTE cult, afinal, eu tenho um blog. Que por um acaso é esse aqui, e Ai de quem ousar dizer que eu não sou cult. Hunf.

Mesmo borrando minha humilde cuequinha roxa e apertadinha da EXPLORER – espero receber meu cachê por essa propaganda. E nem ouse me perguntar o que que essa cueca explora – só com as imagens de minha pessoa na américa do norte, desde domingo passado eu sinto um bem ralo orgulho de viver nesse país que está somente uma colocação acima do índice de desenvolvimente humano do Casaquistão – pros curiosos: O Brasil está em 70º lugar. E isso se deve ao jogo do Flamengo. EXATAMENTE!

Estava eu, xingando mentalmente as McFrutas por terem marcado um McMeeting – sim, tudo começa com Mc quando se trata de McFly e McFrutas – no McShopping em frente o McMaracanã no dia do jogo do McFlamengo no mesmo. O horário? Ora pois, apenas uma hora antes do jogo!

Agora voce me pergunta: “Mas Aumeida, o seu busão passa no meio de duas favelas, o que consequentemente faz você estar cercado de flamenguista que vão para o jogo, certo?”

Exato. E não, eu não estou insinuando que todo flamenguista é bandido. Eu to insinuando que todo bandido é flamenguista. Veja você …

Pois bem, eu saí do meu humilde bairro, Ramos – afinal, ONDE é Ramos? Vá saber – e, com muito cuidado para não pisar nos estrumes de jegues muito comuns aqui na roça, peguei o meu transporte comunitário infestado de pessoas de preto e vermelho. A princípio, eu não entendi muito bem o por que daquilo. Eu sabia que ia ter jogo, mas não tinha cojimbolotado as informações, compreende?

– Sim, compreendo.

Ok, continuando. Passamos pela primeira “aglomeração de pessoas cuja renda percapta não ultrapassa dois dígitos” e por incrível que pareça somente três pessoas entraram no busão. Talvez por ser um pouco cedo, o jogo só começaria uma hora e meia depois. Na segunda aglomeração de pessoas cuja renda percapta não ultrapassa dois dígitos e tem uma certa quedinha por colocar pedaços de chumbo entre orelhas de outrém, por sua vez, entrou um grupo respeitável de pessoas e uma moreninha muito gostosa que infelizmente soltou no ponto posterior.

Já cagado de medo por estar no meio de uma favela engarrafada junto a milhares de flamenguistas sendo tricolor, o máximo que eu podia fazer era começar a acreditar em Deus e pedir para ele me tirar logo daquele inferno. Não deu certo. Demorou pra caralho. VALEU HEIN, DEUS. VALEU MERMO.

Pelo menos eu não… morri, né. Valeu, Deus.

Dai beleza. De repente me entra um botafoguense no busão. Senti medo pela vida dele. Branquelo, magrelo, cabelinho penteado pro lado e óculos, entra a criatura em meio a milhares de negões malhados e 5 vezes mais pesados que ele. O silêncio reina no ônibus. Ele abaixa a cabeça e com os braços firmementes presos ao seu corpo, fica encolhido no fundo do ônibus.

De repente eu escuto um cara “CARALHO, OLHA O MEU FILHO ALI!” e aponta. No que eu olho pra trás:

Sem os olhos azuis, claro. SÓ NOS ESTADOS UNIDOS QUE E.T. TEM OLHO AZUL.

E.T.: Ô pai! Quanto tempo! Tá indo nu maraca?
Flamenguista obeso: Tô sim, filho.
E.T.: Cabei de acordar aqui. O povo deve tá achando que eu to doidão.
Flamenguista obeso: Rere… Se cuida, hein?!

Nisso o pivete levanta e senta do meu lado. Srsly, não sei se eu ficava com pena ou com medo daquela criatura. Só sei que ele não tinha voz pra falar, força pra andar, e mal respirava. Mas tava indo no jogo do Flamengo!

Nisso, entramos em um engarrafamento. Em uníssono, TODOS da rua começaram a cantar o hino do flamengo – não sei se era o hino, era alguma música dessas que eles inventam em estádio. Aí me passa um desses camelôs ambulantes que vendem bandeiras enormes de times e não me perguntem o que acontece com o carro do cara que comprou a do Botafogo. Sério… não pergunta.

Chegando na Tijuca – ahh, esse bairro vocês conhecem. Não tem jegue parado nas esquinas comendo capim, né?! – o busão é recebido por palmas e gritos pela festança regada a muito chopp e um bucado de erva que os flamenguistas faziam ao lado esquerdo do Maracanã. Já do lado direito, o branquelo botafoguense finalmente parou de temer sua vida e abriu um sorriso, quando foi recebido por abraços de milhares de COMPLETOS DESCONHECIDOS só por ele estar com o traje do time.

E é isso que te faz sentir um pouquinho de orgulho do seu país. Sacas, foda-se que no dia seguinte estavam todos de ressaca e não foram trabalhar e que nove meses depois teremos um aumento significativo das estatísticas de natalidade, mas naquele momento, assim como no Carnaval, todo bom carioca estava com completos desconhecidos comemorando algo que todos eles tem em comum.

Vê se isso acontece na Inglaterra, ou no Canadá. Foi… MARAVIWONDERFUL , a nova gíria da galera.

Anúncios

11 Responses to “Maraviwonderful, de fato.”


  1. 1 Higor 26/04/2009 às 4:06 pm

    Ei Almeida, também to planejando em ir pro Canadá. Quando for me avisa ;).

    Esse é o mal desses países frios: são extremamente… frios!

  2. 2 Emilie Alice 27/04/2009 às 12:44 am

    HSAIEUHSAIEUESAHIAEH’ ri muito com seu emocionante trajeto até a tijuca.
    e vocês são loucos de marcar McMeeting em dia de jogo UMA HORA ANTES DO MESMO. O_O loucos.

  3. 3 Emilie Alice 27/04/2009 às 12:45 am

    e eu tava andando na rua com um amigo meu na hora que o flamengo marcou um gol. uma velhinha saiu pra varanda da casa dela e gritou “AEEEEEEEEEEEEEEEEE! UHUUUUUUUUUUUUUUL!” batendo palmas e sorrindo muito.
    achei bonito o gesto. nunca pensei que veria uma senhora idosa PACACILDA tão feliz por um gol do time dela. (ou pelo menos, ela pensa que era o time dela. -reflita)

  4. 4 Thiago 27/04/2009 às 11:49 pm

    Cult?
    Te flagrei ouvindo Miley Cirus, cara. D:
    E logo depois foi HSM 3.

  5. 5 luu 28/04/2009 às 12:15 am

    e a vantagem também é que aqui (ainda) não tem gripe suína 🙂 – não com certeza.

  6. 6 Rafael Souza 28/04/2009 às 2:13 am

    Vamos flameengo, vamos ser campeão vamos flameeengo. IASUEHAIOSUEHIASOHEIAOSHEIAOSUE

  7. 7 AgaGê 28/04/2009 às 7:05 pm

    maraviwonderful é do mundo canibal….

  8. 8 Clarisse 10/05/2009 às 11:32 pm

    o que essa cuequinha EXPLORER explora?rs

  9. 10 Beel;* 08/12/2009 às 12:32 pm

    ah .. o Almeida só se fode nessa merda ..

    mas pensa pelo lado positivo: agora vs tem uma certa organizadora de McMeeting pra matar 😀

    Almeida vem pra são paulo *–*

  10. 11 @beeislost 18/05/2010 às 4:06 pm

    O que aconteceu com o cara do botafogo que comprou a bandeira? HAIUSHAIUSHIUAS


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Atualmente:

Música: Canção da Noite
Banda: Fresno
Livro: Sherlock Holmes
Série:
How I Met Your Mother

Destaques

Um rolê em Madureira: 918 e 919 nunca tiveram uma diferença tão grande na minha vida. Essa diferença somado com a insano desejo do destino de me foder, causou uma peripécia de tremer as cuecas.

Ensino Médio deturpando sonhos:

Apesar do Ensino Médio ser repleto de conhecimentos babacas os quais nunca terão a menor utilidade em nossas vidas, ele pode desmentir algumas informações as quais fizeram você acreditar ser verdade por toda sua vida.

Adão era digno de respeito: Além de não precisar usar cuecas e dar a primeira bimbada da história, Adão ainda não precisa viver momentos constrangedores pelo fato de existir outras pessoas no mundo. Porque falamos tanto de Jesus tendo um herói bíblico desses?



Para ler mais dos textos menos piores do blog, clique aqui.

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Gostou de um texto?

Mande para o Uêba

Ou pro LinkLog

Ou pro Ocioso.

  • 652,691 visitas

%d blogueiros gostam disto: