Pobre Büyükköktenzinho.

[edit] Fontes me informam: De acordo com a Nathie e o resto do pessoal da comunidade do Drake, eu não soube defender minha opinião e eles, que souberam, se sentiram no direito de me xingar. Afinal, explicar o seu ponto de vista, comprová-lo com NÚMEROS E FATOS COMPROVADOS is not good enough contra um “é a sua mãe”.

SELO: POST COMPRIDO, AVISO LOGO.

Por que não começá-lo, então, com um exemplo a ser seguido por vocês?

*****

Apesar de você e sua mente pré-fabricada para ir contra tudo que a grande mídia prega pensam, o Orkut tem, sim, uma utilidade. Em terras de passados longínquos, quando o cabeçudo Sr. Büyükkökten perdia horas de sexo para criar sua posterior fonte de dinheiro – o que acarretou, é claro, sexo – o Orkut, ele tinha em mente somente uma coisa: criar uma rede de relacionamentos mundial onde pessoas de todas as classes poderiam trocar idéias sobre assuntos que agradasse aos dois. E esse objetivo é, por uma minoria, alcançado até os dias de hoje.

Pense bem, aposto os meus 45,7 cm de genitália que você, nesses 5 anos de existência do orkut, já conheceu no mínimo uma pessoa com a qual você compartilhasse algum interesse e mantém contato com ela até hoje.

A questão é que brasileiro é um bicho absurdamente burro que tem como hábito, enquanto ouve Bonde da Stronda e faz sinais indecifráveis com mão, de divagar todo e qualquer objetivo que outrém tinha tido ao criar alguma coisa de sucesso.

Pense bem. Criou-se o Fotolog para que você postasse fotos, e criou-se o Blog para que você postasse textos. Logo chegou um brasileiro filha da putamente burro e criou o KIBE LOCO, um BLOG onde se posta FOTOS. Revolucionário, não? Não. Para se postar fotos, já havia o FOTOLOG.

-Ahh, é por isso que tá escrito “foto” em fotolog?

Me diga você, caro leitor.

Pois bem, a mesma brasileirísse aconteceu com o trabalho do humilde e cabeçudo Sr. Orkut.

A princípio, o orkut era um local onde você se encontraria com seus semelhantes e exporia sua opinião sobre o assunto cujo todos compartilhassem o mínimo de sabedoria. Ledo engano do Sr. Büyükköktenzinho ao pensar que realmente teria sua idéia respeitada.

Como quem escreve esse blog sou eu, e vocês estão interessados na minha vida, vou usar como exemplo ninguém mais, ninguém menos que …

Eu!

Depois da minha jornada estudantil surrupiar o meu humilde direito de ter uma… como posso dizer isso? vida internérdica, meu único contato com pessoas do mundo internérdico se resumia há alguns poucos minutos orkuteando entre as comunidade do Drake Bell e do McFly.

Essa é a parte que vocês me xingam.

Depois de alguns minutos de discussão, admito que, no meu ponto de vista – percebam que eu falei “no MEU” – Drake Bell não é lá um grande exemplo de menino talentoso com relação à música. Veja bem, o menino lançou dois CD’s. Nenhum fez sucesso. Não que isso queira dizer alguma coisa, mas alguém talentoso costuma fazer um certo sucesso, concorda? Afinal, ele tem talento! Mas vá lá. Logo então, reafirmo a minha teoria com o fato de que eu, sendo um fã assíduo do jovem cantor e, consequentemente, conhecendo todos os míseros detalhes de todas as músicas, não via lá muita qualidade nas letras do cara. Pronto.

Eu mereço morrer.

Simplesmente eu não posso ter uma opinião diferente da deles!

– Mas Almeida, se ele não tem talento, por que você está na comunidade dele?

Simples, gafanhoto. Eu gosto do som dele, mas não quer dizer que seja um som realmente BOM, compreende?

ELES NÃO COMPREENDEM.

Os 100 posts seguidos foram sobre xingamentos contra minha humilde mamãe, minha opção sexual e a grande maioria simplesmente falava algo tipo “zzzzzzzjxnvjlçxndvnldsjkg madlito qqq sfjfsksfjfsk calabk”. Esses orkúticos são malucões. Piadinha interna com o Alonso.

Ignorando esse ocorrido, como muitos outros, continuei frequentando a humilde comunidade. Até que um dia me deparo com um comentário de uma amiga comprometida – acho bom especificar isso, dai vocês entendem por que eu não a chamei de “gostosa”. Espero do fundo do meu coração que ela não leia isso – sobre ser vegetariana. Logo expus minha humilde opinião sobre o porque deu achar o ato de ser vegetariano uma enorme babaquisse.

Essa é a parte que vocês copiam o link, mandam pro João Vitor e falam “nofa, que fag, tá ticopianu! mimimi, vou fazer um comentário mal-criado!”.

Eu merecia morrer. E depois de morrer, merecia ser comido por um ser humano pra entender como os bois lituanos se sentem!

E mais uma vez, me divertia com a fagassidade alheia, que realmente acreditava que me xingar era a melhor forma de provar que o meu ponto de vista é equivocado, e que o dele é o único e mais exato ponto de vista de todo o nosso ovo azul.

Uma coisa interessante é que as pessoas costumam se fazer de idiotas para tentar achar um motivinho ou outro pra te xingar. E pior do que essas pessoas que SE FAZEM de idiotas, são as VERDADEIRAMENTE IDIOTAS que dizem algo como “só não bato em você por que eu concordo contigo”. Compreende? A pessoa queria me xingar, SÓ POR QUE OS OUTROS ESTAVAM XINGANDO.

Sabe, eu vejo as pessoas xingando um menino alheio, e acho que isso deve ser super legal, então eu ameaço a integridade física dele e por sequência começo a xingá-lo também.

Ao perceber que a discussão tinha se perdido em meio à simples ofensas contra minha mamãe que já estava há umas três horas e meia roncando como um porquinho da índia e que de agora em diante tudo e qualquer coisa que eu falasse estaria previamente equivocado e seria motivo para mais uma série de xingamentos, eu simplesmente deixei uma resposta bem bonita à todos e saí da comunidade. Sim, a mesma comunidade que há tempos eu dizia o quão boa era, como tinha me trazido amigos que eu levaria para a vida inteira, como eu amava aquele pessoal acabou com um simples clique. People change and there’s nothing that you can do.

Pra finalizar o post: No dia seguinte, fui idiotamente ver se alguém tinha tido uma reação no mínimo aceitável à minha resposta. Não consegui. Sabe por que? Por que pra entrar na comunidade de novo eu preciso da autorização do dono.

PRA EU GOSTAR DE ALGUMA COISA, NO BRASIL, O DONO DA COMUNIDADE PRECISA DEIXAR!

Acho que só posso dizer uma coisa com relação à isso.

****

Percebam bem: Eu acho o Drake Bell um puta cantor, adoro as músicas dele, e apesar de ele ser só mais um Beatle wannabe desse enorme ovo azul, ele consegue se diferenciar de toda essa massa de devotos à mídia. Eu só acho que as músicas dele são… simples demais. Compreende? CD novo vindo aí, dai eu te digo o que eu acho do desempenho dele.

Digo aqui no blog, por que no orkut não pode.

Anúncios

13 Responses to “Pobre Büyükköktenzinho.”


  1. 1 Arcticus 01/04/2009 às 12:46 am

    Euri com o post XD
    Só se discute em orkut, quando se quer trollar =P

  2. 3 João Vitor 01/04/2009 às 2:16 am

    Aliás, tu perdeu uma ótima oportunidade pra linkar meu texto e dividir a negada que te odeia comigo. Se bem que eles já devem me odiar por alguma outra razão :/

  3. 4 Almeida 01/04/2009 às 6:25 pm

    @João Vitor

    O Renan que te apresentou a mim tava lá, defendendo os bois lituanos! Minha ex também. :B

    Eu até quotei uma parte do teu texto lá. Só não pus o link por que eu esqueci :S

  4. 5 Matheus Alonso 01/04/2009 às 7:20 pm

    Quando você flagela seu próprio post, ele acaba sendo bom. Post legal, mais legal ainda porque meu sobrenome está riscado bem no meio do texto.

  5. 6 João Vitor 01/04/2009 às 8:14 pm

    Link dessa comunidade ae, e do tópico. Estou entediado…

  6. 7 Júlio 02/04/2009 às 9:17 pm

    …T.T
    Nunca ouvi Drake Bell.

  7. 8 Júlio 02/04/2009 às 9:18 pm

    Depois de ler o post entendi o porquê de eu nunca ter ouvido. \o

  8. 9 thaís 03/04/2009 às 4:10 am

    guilherme, você é dramático, e euri

  9. 10 Higór 03/04/2009 às 11:40 pm

    Que nomezinho o desse cara hein?
    Almeida, faz uma revolta e cria uma comunidade do Drake Bell só pra você! \o/

  10. 11 Almeida 03/04/2009 às 11:44 pm

    @Higór

    fazer-la-ei.

  11. 12 Tati 04/04/2009 às 1:04 am

    Almeida, você é um pouco prepotente hein amico =]]

  12. 13 Paolla 05/04/2009 às 12:52 am

    PAOSDKPASODKLSLKS Deprimente


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Atualmente:

Música: Canção da Noite
Banda: Fresno
Livro: Sherlock Holmes
Série:
How I Met Your Mother

Destaques

Um rolê em Madureira: 918 e 919 nunca tiveram uma diferença tão grande na minha vida. Essa diferença somado com a insano desejo do destino de me foder, causou uma peripécia de tremer as cuecas.

Ensino Médio deturpando sonhos:

Apesar do Ensino Médio ser repleto de conhecimentos babacas os quais nunca terão a menor utilidade em nossas vidas, ele pode desmentir algumas informações as quais fizeram você acreditar ser verdade por toda sua vida.

Adão era digno de respeito: Além de não precisar usar cuecas e dar a primeira bimbada da história, Adão ainda não precisa viver momentos constrangedores pelo fato de existir outras pessoas no mundo. Porque falamos tanto de Jesus tendo um herói bíblico desses?



Para ler mais dos textos menos piores do blog, clique aqui.

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Gostou de um texto?

Mande para o Uêba

Ou pro LinkLog

Ou pro Ocioso.

  • 653,874 visitas

%d blogueiros gostam disto: