A falta de um Zeca nos playssons.

A arte de flamear é uma arte deverás antiga, começada pelos homens das cavernas. O primeiro flame da história foi quando um homem inventou o fogo e no dia seguinte foi inventada a roda. O vencedor do flame foi o inventor do fogo, já que seu inimigo foi encontrado no dia seguinte carbonizado. Ninguém descobriu quem foi o culpado, veja você. A CIA ainda não havia sido inventada. Antes da internerd e, conseqüentemente, o popular internetês, os flames eram chamados de “discussão” pelas classes culturais da sociedade, já nas comunidades mais carentes ou em países terminados com istão, é conhecido por “treta, véi”.

Sim, chegamos ao fundo do poço. Eu estou tanto sem assunto que vou comentar sobre minha treta, véi. Quando você passa o dia inteiro em casa, TODOS os dias, você fica meio sem assunto pra comentar. Minha vida se resume a, literalmente, ragnarok, numb3rs e MSN. Como vocês já devem ter percebido, as pessoas do meu MSN não são nem um pouco úteis/cultas, o que não adiciona nada à minha massa encefálica e nós continuamos na estaca zero de assunto.

Até que quarta feira eu saí com a fêmea que eu chamava de namorada, mas agora chamo de Kellynguiça. Mentira, Kelly é outra coisa dela, ela eu chamo de peguete mesmo. E tenho certeza que ela vai me dar uns tabefes quando ler esse post, mas fazer o que? To solteiro mesmo. Contanto que ela não arranque fora meu Zeca. Pê…pera. O QUÊ?! Você não conhece o Zeca?

Esse é o meu piu-piu. Eu o chamo de Zeca, mas seu verdadeiro nome é Detonator 0666. Vamos chamá-lo de Zeca, pois Detonator 0666 é um nome muito grosso.

Então, quarta feira eu saí com a fêmea, mas não poderia descrever os ocorridos aqui porque senão a classificação etária seria drasticamente elevada. Fazer o que, né? Eu e Zeca, Zeca e Eu, juntos não há barreiras. Juntos nós vamos às estrelas. Juntos nós engravidamos o ralo do chuveiro e entupimos a pia do banheiro.

Pois bem. Flames. Ontem o amigo retardado da fêmea veio me zuar por que nós terminamos. Nessa discussão eu percebi como playssons são pessoas extremamente infantis. Não que eu já não soubesse disso, claro. A primeira frase do jovem foi “só tem nerd aqui”. Tipo… oi? Eu nunca ouvi falar naquele homem, nunca vi mais feio, nunca conversei com aquela criatura, ele vem do nada e me chama de nerd. Beleza.

Ta certa, só tinha nerd aqui. Bando de otário que fica discutindo na net, quero ver bater de frente, ainda ficam falando merda, coisas que nem sabem.”

Vamos analisar a frase do menino. Ok, ele me chamou de nerd, fiquei deveras ofendido. Depois ele disse que eu sou otário que fico discutindo na net, mas o que ele estava fazendo é, justamente, discutir na net.

Eu levei essa discussão toda numa boa. Sempre com muitas carinhas felizes – algumas irônicas, sarcásticas, mas algumas só pra dar um charme na frase mesmo.

“-Me chamar de nerd definitivamente não é ofensa. ‘-‘ E se eu so otário ou não, tudo bem. :B Vindo de você não me importo. Falando nisso, você é …?”


Tipo méy, ele me chamou de nerd otário e eu ainda fui super fofinho na resposta. Daí ele continuou.

“Agora, eu duvido que tudo o que vocês falaram aqui, vocês falariam na cara, bater de frente é o que há, meu caro. Passar bem ae.”

Ou seja, discutir pela net é coisa de otário, mas cair na porrada é algo super culto. E mais uma vez os playssons se mostram auto-confiantes em seus músculos malhados e na sua barriguinha de tanquinho. Eu tenho uma barriguinha de lava-jato, chupa essa manga, ô viado.

“-Hiprocrisia agradece. Vem falar mal da gente porque brigamos com um cara e acaba brigando também. 😛 Prevejo que no próximo comentário você vai me chamar de cabeça de mamão, né?”

Cara, eu sou foda demais. Eu sou o verdadeiro Pai Diná.

“Vcs acham mesmo que eu to no STRESS com essa bobagem toda? tá, que conversa boba essa tua meu. Aah, mas é tu que é o guiga né ? AHUEUASHEUASHUE, ouvi falar de você, não muito bem, ehhnn, digamos assim. Pessoas no meu msn vieram me falar: Jah viu o lek que a Nathie tá namorando ? Enfim, não vou falar aqui o que eu li, seria constrangedor demais pra você, mas pode ter certeza, foram comentários em relação a sua aparência não muito simpática.”

Ok, né. Respondi com a minha famosa ironia e meu adorado sarcamos.

“- Preciso de um cirurgião plástico porque a minha cabeça é de mamão, né? :B Agora ele vai xingar minha mãe, quer ver?! Cara, sério, se você tá tentando me ofender, você vai precisar de mais do que falar de minha beleza, porque o dia que outro macho me achar bonito eu vo estranhar muito. :)”

Sério mesmo. Isso sempre me perturbou um pouco. Por que diabos um homem chega pro outro e fala “você ta feio pra caralho” e o cara se importa com isso? Tipo, você pode ser o cara MAIS LINDO DO MUNDO, o outro cara SEMPRE vai falar que você é feio. Se ele não falar isso, esconde o seu Zeca, porque ele quer tomar de você.

“Nunca vi sua cabeça, manézao. Vc acha mesmo que vou chingar sua mãe? Tá falando isso, pq vc tá me tirando por você, pq vc deve fazer isso. Quem disse que eu to te ofendendo? Você é que tá se ofendendo meu caro.”

Here we go again. Ele não acabou de falar que eu sou feio? Então… como ele pode afirmar com tanta certeza que eu sou feio sendo que ele nunca, ao menos, VIU a minha CABEÇA? E deus do céu! Quem DIABOS lhes disse que Xingar é com CH?! PORRA, xingar é com X. De… de… ah, pensem em uma palavra com X. E não. Claro, né gente. Me chamar de mane é um ELOGIO. Nunca que me chamar de mané vai ser uma ofensa. Afinal, desde que saiu na novela, ser mané é a nova moda da garotada. Daí já tava ficando tarde e eu tinha coisas mais interessantes do que arrumar barraco com um playsson nos comentários da foto da minha ex namorada.

“- Eu cansei de discutir _o_ O menino não sabe manter um nível de discussão ‘-‘ Eu gosto da nathie e ela gosta de mim, foda-se o que os amigos mongóis dela pensam sobre isso. :B”

Viram? Cara, eu sou a FOFURA em PESSOA.

“Pivete, vc perdeu a graça, tá ignorado, volte pra bronha [Húrra]”

Eu tinha uma resposta MUITO bonita pra ele, mas iria queimar MUITO o filme da Nathie, então eu simplesmente fiz um jogo de palavras.

“-Se eu to sendo ignorado, como que você me respondeu, hein, campeão? :B”

Pelo menos faz sentido, certo?

“Tá cara, te ignorei um pouco, eu simplismente não te respondi ou te zuei na intensidade que você merece.”

Hein? Desculpa, estourei uma espinha no OUVIDO agora e não to ouvindo muito bem.

Mas aí eu comecei a ignorar ele. Foi divertido, porque ele ficou lá umas duas horas conversando sozinho e chamando eu pra treta. Por que cês sabem, playsson, apesar de serem filhos da classe culta da sociedade, fazem de TUDO pra parecer um pouco mais pobre do que são. Haja visto os branquelos comprando CD do Ne-Yo e chamando as namoradas loiras de olho azul de negona.

Então, repetindo, não pensem que eu me importei com esse flame. Foi só MAIS uma briguinha tosca – no entando, super divertida – que este que vos fala se meteu com o único e principal intuito da discória alheia.

Anúncios

5 Responses to “A falta de um Zeca nos playssons.”


  1. 1 Nathie 17/01/2009 às 1:39 am

    “Eu tenho uma barriguinha de lava-jato, chupa essa manga, ô viado.”
    isso é mentira. e o Zeca é bem menor que aquela foto, rs.

    AEAEHIOAEHAEOIHAEOI ♥

  2. 2 Ellen 17/01/2009 às 1:48 am

    dá nem gosto de zuar com esse aí. PAKSPOKAS

  3. 3 João Vitor 17/01/2009 às 2:05 am

    Resumo: Discuti com um liferuler e ele me chamou de feio.

  4. 5 Ermac 12/02/2009 às 3:58 pm

    Gostei do post. Me identifiquei com a parte irônica e sarcástica, características das quais compartilho.
    Pelas gírias noto que o rolo não se passa em SP… Mas consegui compreender a ideia. E há uma explicação muito boa para o fato de essas pessoas serem desse jeito. As pessoas tiram proveito do que elas tem de mais evoluido. No caso desse cidadão, o que ele tinha de mais evoluido, presumo eu, era a parte física. Mas como todo bom “bombadinho”, esquece-se de evoluir o cérebro. Isso é coisa antiga… de onde acha que vem a inspiração para aqueles vilões do Pica-Pau?? Pois é, amigos bombados… O burro também é forte, mas nunca deixará de puxar a carroça. O cérebro triunfa sobre os músculos, prova a história.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Atualmente:

Música: Canção da Noite
Banda: Fresno
Livro: Sherlock Holmes
Série:
How I Met Your Mother

Destaques

Um rolê em Madureira: 918 e 919 nunca tiveram uma diferença tão grande na minha vida. Essa diferença somado com a insano desejo do destino de me foder, causou uma peripécia de tremer as cuecas.

Ensino Médio deturpando sonhos:

Apesar do Ensino Médio ser repleto de conhecimentos babacas os quais nunca terão a menor utilidade em nossas vidas, ele pode desmentir algumas informações as quais fizeram você acreditar ser verdade por toda sua vida.

Adão era digno de respeito: Além de não precisar usar cuecas e dar a primeira bimbada da história, Adão ainda não precisa viver momentos constrangedores pelo fato de existir outras pessoas no mundo. Porque falamos tanto de Jesus tendo um herói bíblico desses?



Para ler mais dos textos menos piores do blog, clique aqui.

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Gostou de um texto?

Mande para o Uêba

Ou pro LinkLog

Ou pro Ocioso.

  • 655,257 visitas

%d blogueiros gostam disto: