O possível e provável melhor dia da minha vida.

Sábado tem festa. Eddy, Raisa, Eu, Nathie e Nandão juntos. A chance de isso dar num post é de pouco mais de 99,9%.

Ainda bem que eu não dei 100% de chance, né? Porque rapaz, realmente não faço a menor idéia de como descrever o possível melhor dia da vida do nerd que vos fala.

Well, acordei 10:00. Só o que eu conseguia ouvir eram os orgasmos do meu irmão no quarto, já que seu novo lapttopt tinha chegado e ele estava configurando o Wi-Fi pra abranger a casa inteira. Meus pais, como todo sábado de manhã, não estavam em casa. Sábado é dia de compras e de dar uma atenção pa vó. E para ilustrar irônicamente esse parágrafo, uma tirinha do DrPepper. Minha vó é legal, meus pais nunca fariam isso com ela. Eu espero. Tou precisando de cuecas…

Liguei a tevê, e como de costume, não tinha buçanhas passando. Depois de meia hora procurando, tive que me contentar com assistir “Cidade dos Homens” no Telecine. Agora me digam, o que dá na cabeça de alguém colocar TODAS as surpresas de um filme no anúncio dele? Sem nem saber a história, eu já sabia que pai di num-sei-quem tinha dado uns teco no rêgo di pai di acerola. Cara, acabou com todo o drama do filme. Em um minuto de anúncio os caras tiraram TODA a graça de um filme que poderia – poderia, mas não é – o auge do cinema brasileiro. Deus tenha pai di acerola, pois o elenco do filme num teve.

Depois de uma sessão de pseudo-atual cultura brasileira, fui almoçar, já que a chefia já tinha chegado em casa. Depois do rango fiquei vagando pela casa como os espermas vagam pelo corpo da mulher antes de chegar no óvulo. Ansioso e entediado.

Marquei com a nathie na escola 14:30. Ela ainda falou “tem certeza que é esse o horário? Não me faça chegar too early – ela tem a mania de misturar inglês com português, só pra por um pouco mais de inteligência nos nossos assuntos desconexos. Ou talvez seja só uma mania estranha.” Sempre muito seguro da confiabilidade dos meus amigos, falei “Claaaaro amor, chegaí quando der 14:30”. Cara, maldito erro. Nota mental: NUNCA MAIS CONFIE NOS MEUS AMIGOS, PORRA. Deu 14:15, eu olhava na janela e a escola tava fechada, NINGUÉM tinha chegado. 14:25, mesma merda. 14:30 PUTA QUE PARIU, tá fechado. Tava bolando a desculpa “Nathie, acontece que eu tava contando com o horário de verão, entende?” ou “foi tudo culpa do Eddy. Bate no Eddy. BATE!”, quando eu decido descer e ver que tá todo mundo com cara de babaca sentado no chão esperando a irmã – que devia estar bem grogue, pra deixar todos os alunos sentados no chão debaixo de chuva durante 20 minutos.

Tipassim, mas a rua era asfaltada e eles tinham menor taxa de melanina na pele.

Nesse momento, Nathie me liga e fala “Tou saindo de casa agora.”. Santo Deus, nunca gostei tanto do fato dela ter chegado meia hora atrasada no local marcado. A chuva ia estragar os cachinhos milimetricamente perfeitos dela e ela descontaria isso com tabefes na cara do pequeno Almeida. Ou ela entenderia que foi tudo um erro ocorrido devido ao fato de irmã ter exagerado na noitada de sexta.

Procuramos um local seco, o Eddy roubou meu violão e começou a se aparecer para as menininhas. Eu, enquanto era acusado de emo por dois pivetinhos de 8 anos, fiquei sentado num canto relendo mensagens antigas do celular – diga-se de passagem que TODAS eram da nathie, então foi um momento meio emo mesmo. Eu e Eddy decidimos ir na esquina procurar sua namorada. Seria até fácil encontrá-la, ela tava com um guarda-chuva rosa, tem cabelo vermelho e um corpo que não merecia estar sob a posse do magrelo aviadado que é o Eddy. Fomos até a esquina, percebemos que nos molhamos a toa e voltamos. A seguir, uma mapa powered by Paint relatando nossa jornada:

Para a nossa surpresa, a escola tinha aberto, todo mundo entrou, menos nós dois e uma pivetada que tava querendo doce. Doce no sentido original da palavra, São Cosme e São Damião, bitches.

Entramos, assinamos a listinha e ficamos esperando Nathie ter a proeza de chegar ao recinto. A menina me liga e fala “Guiga, cheguei”. Detalhe: eu tava na porta da escola. Povo com dinheiro adora gastar celular, meu deus. Anyway, abracei a garota – dessa vez eu não vuei. A equação “magrelo + magrelo se abrançando = magrelos voando” foi falha. Preciso rever meus conceitos -, avisei que a parada tava planejada pra acabar lá pras 17:30, mas como já eram 15:30 e a irmã mal tinha aberto os portões, era provável que acabasse um pouco mais tarde. Ela avisou o taxista – porque rico SEMPRE usa taxi? Nunca ouviram falar em “andar de busão se esquivando dos insetos mortos e dos chicletes grudados”? – enquanto o Eddy me zuava pelo fato dela ser bem mais alta que eu e o Vieth, malandro maneiro lá da escola, falava que ela é o auge da minha vida e que minha evolução foi tremenda: Do início do ano pegando a Tia Skoll pra no final pegando Natuxa boazúda 100% gata.

De agora em diante, o post para vocês, punheteiros BV’s será um tédio, já que o resto do meu dia se resumiu a: beijos, troca de carícias, Nandão me enxendo a porra do saco e piadas infames sobre as apresentações de dança. Sério, nego dançou desde Timberlake até a trilha sonora inteira de Camp Rock. Apesar da minha quedinha por musicais da Disney, eu achei Camp Rock uma merda, e só disse que gostei pra agradar a Lorranna-porra-loca que era viciada nos Jonas Bobos.

Ah, sim. Depois de muita chantagem – do tipo “ou você faz ou tá tudo acabado, beigos não min liga :*” – fui induzido à fazer uma serenata pra Nathie com o violão e tudo o mais na frente da escola toda. Preciso nem mencionar que o fato deu cantando é comparável à uma gralha no CIO tendo diarréia, né? Poisé, e essa atrocidade ainda foi gravada e, muito provavelmente, vá cair no youtubiú. Depois de cair no youtubiú, muito provavelmente, Nathie vá fazer mais uma de suas especiais e infalháveis chantagens para que eu poste aqui no blog. Como vocês já não me respeitam de jeito nenhum mesmo, vou ter que por pelo bem da possível e provável melhor relação com um sexo oposto da minha vida – sem contar minha mãe, claro.

Oi, sou uma foto completamente ignorável que fui posta aqui para manter o post mais bonitinho e os punheteiros que não sabem ler pararem de reclamar que o Almeida não põe fotinhos para ilustrar os momentos relatados no post.

Isso aí, não me fudi. Não por completo. Quer dizer, até me fudi, peguei chuva, fui chantageado e paguei mico na frente de grande parte da escola, mas não me fudi o bastante para manter a taxa de fodimentos por post.

Anúncios

7 Responses to “O possível e provável melhor dia da minha vida.”


  1. 1 João Vitor 28/09/2008 às 9:19 pm

    Terei prazer em divulgar seu vídeo pros meus leitores de QI ignorável.

  2. 2 Almeida 28/09/2008 às 9:20 pm

    @Joao Vitor

    morra, rapaz dos infernos. D:

  3. 3 Nathie 29/09/2008 às 1:55 am

    Parabéns Guiga, por ter me dado a maravilhosa idéia de te obrigar a postar a sua bela serenata no seu blog. Você será chantageado, dear. =)
    anyway, esse com certeza foi o melhor dia da vida. E eu amo você.
    *-*

  4. 4 Almeida 29/09/2008 às 8:37 pm

    😀

  5. 5 Fernanda Adler 02/10/2008 às 4:35 pm

    Deve ter sido divertido 😉

  6. 6 lorena 13/11/2009 às 11:09 pm

    voce foi muito foooooooofo *-*

  7. 7 acontecendo 28/04/2013 às 5:44 pm

    Fantastic beat ! I would like to apprentice at the same time as you amend your website,
    how can i subscribe for a weblog site? The account aided me a applicable deal.

    I had been tiny bit acquainted of this your broadcast offered bright clear concept


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Atualmente:

Música: Canção da Noite
Banda: Fresno
Livro: Sherlock Holmes
Série:
How I Met Your Mother

Destaques

Um rolê em Madureira: 918 e 919 nunca tiveram uma diferença tão grande na minha vida. Essa diferença somado com a insano desejo do destino de me foder, causou uma peripécia de tremer as cuecas.

Ensino Médio deturpando sonhos:

Apesar do Ensino Médio ser repleto de conhecimentos babacas os quais nunca terão a menor utilidade em nossas vidas, ele pode desmentir algumas informações as quais fizeram você acreditar ser verdade por toda sua vida.

Adão era digno de respeito: Além de não precisar usar cuecas e dar a primeira bimbada da história, Adão ainda não precisa viver momentos constrangedores pelo fato de existir outras pessoas no mundo. Porque falamos tanto de Jesus tendo um herói bíblico desses?



Para ler mais dos textos menos piores do blog, clique aqui.

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Gostou de um texto?

Mande para o Uêba

Ou pro LinkLog

Ou pro Ocioso.

  • 653,874 visitas

%d blogueiros gostam disto: