Live Action in game

Namoro é uma coisa simples. Vou escrever esse post na linguagem de um nerd que nunca namorou, então, não levem nada a sério, só … riam.

Namoro é como um jogo cumulativo. Você estando “online” ou não, ele está acontecendo. Tudo começa quando:

Jogo: Você monta seu cadastro. Depois de preencher um formulário estupidamente grande dizendo seu nome, idade, sexo e etc, você recebe em seu email, uma mensagem confirmando oficialmente que você é um jogador daquela merda.

Live-Action: Você acha uma mina. Depois de conversar com ela e preencher aquele formulário mental, dizendo seu nome, se é sexualmente ativo, se tem filhos e/ou netos e etc, ou você recebe um tabefe na fuça ou um beijinho, que pode ou não confirmar que você está namorando.

E então, você cuida…

Jogo: Entra todo dia na sua conta, com aquela senha imensa que você no dia seguinte vai esquecer, clica direitinho onde tem que clicar para que seu personagem evolua bem evoluidamente – evolua bem evoluidamente, saco? – e espera os resultados.

Live-Action: Você se encontra com a pessoa sempre que possível, normalmente todo dia, decora o nome imenso dela que você no dia seguinte vai esquecer, aperta aonde tem que apertar , troca germes salivares e espera pelos resultados.

E então, começam a vir os resultados…

Jogo: Você está super bonito – no jogo, humpft -, com uma mulher super gostosa, dinheiro para dar e vender – pra conseguir MAIS dinheiro – e só trabalha meio turno. Se você procurar direitinho, tem em algum lugar uma página com uma lista de conquistas, onde diz o que você deve fazer para conseguir pontinhos felizes e ganhar mais dinheiro no jogo.

Live-Action: A mina começa a te chamar pra casa dela, começa a abaixar o decote, começa a deixar a mão mais livre e etc. No jogo do namoro, a lista de conquistas está na cabeça da menina, não em uma página. Está escrito em formato de tempo, então fica mais ou menos:

Conhecer meus pais: Dois meses de namoro

Vir na minha casa SEM meus pais: Seis meses de namoro

Dar um amasso debaixo da arquibancada: Um ano de namoro

Deixar ele por a mão no meu cantinho das maravilhas: Um ano e meio de namoro

Molhar o biscoito: Dois anos de namoro

e por aí vai…

E por fim, acaba…

Jogo: Você já tem tudo. O jogo está chato, seu personagem já é literalmente perfeito, TUDO que você poderia evoluir já está evoluído. Então, você fica puto de ter perdido tanto tempo da sua vida naquela merda, deleta tudo, todos os tutoriais, prints que você tirou quando seu personagem teve filhos e diz para todos os seus amigos o quão ruim aquele jogo é, que é uma merda e que ele não libera fácil.

Live-Action: Você já provou de tudo. Já molhou o biscoito, já fez de tudo em todo lugar, os pais dela já te pegaram no sofá e tudo que tinha que acontecer já aconteceu. A monotonia toma conta de sua vida. E então, você termina com ela, deleta todas as fotos que você tirou com ela, os vídeos de sexo caseiro que vocês fizeram, fala mal dela pra todos os seus amigos, diz que ela transa mal e que ela não libera fácil.

E assim como nos jogos, o final pode ser …

… não tão simples

Viram?

É A MESMA COISA!

Anúncios

5 Responses to “Live Action in game”


  1. 1 Ana Júlia Irada 02/09/2008 às 12:02 am

    Enfim, namoro é algo simples; você pára de ver hentai por um tempo, quando a gata sente que tá ruim, parte pra outra. Você fica feliz com a segunta temporada do seu hentai preferido, agora vc pode ver, rsrsrsrsrs 🙂

    enfim, eu fiquei com preguiça de ler o resto, e eu amei a imagem KPOSDAKPOASDKOPDSKAO choquei

  2. 2 João Vitor 02/09/2008 às 12:18 am

    Se essa é sua analogia pra namoro, não quero nem saber o que você pensa sobre casamentos :O

  3. 3 Almeida 02/09/2008 às 12:20 am

    Casamentos … hmmmm

    Só eu vejo semelhanças entre casamento e Prince of Persia? -n

  4. 4 João Vitor 03/09/2008 às 1:28 am

    @Almeida
    É, os dois tem hora certa pra acabar.

  5. 5 Beatriz 30/10/2009 às 9:43 pm

    atoron jogos, -q


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Atualmente:

Música: Canção da Noite
Banda: Fresno
Livro: Sherlock Holmes
Série:
How I Met Your Mother

Destaques

Um rolê em Madureira: 918 e 919 nunca tiveram uma diferença tão grande na minha vida. Essa diferença somado com a insano desejo do destino de me foder, causou uma peripécia de tremer as cuecas.

Ensino Médio deturpando sonhos:

Apesar do Ensino Médio ser repleto de conhecimentos babacas os quais nunca terão a menor utilidade em nossas vidas, ele pode desmentir algumas informações as quais fizeram você acreditar ser verdade por toda sua vida.

Adão era digno de respeito: Além de não precisar usar cuecas e dar a primeira bimbada da história, Adão ainda não precisa viver momentos constrangedores pelo fato de existir outras pessoas no mundo. Porque falamos tanto de Jesus tendo um herói bíblico desses?



Para ler mais dos textos menos piores do blog, clique aqui.

RSS Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Gostou de um texto?

Mande para o Uêba

Ou pro LinkLog

Ou pro Ocioso.

  • 653,835 visitas

%d blogueiros gostam disto: